icons.title signature.placeholder Luiz Signor
28/03/2014
23:28

Torcidas inflamadas, clima de decisão - apesar de os dois times já estarem classificados às semifinais da IV Copa Brasil de Beach Soccer - e equipes esbanjando disposição e técnica na arena montada nas areias do Complexo Turístico de Ponta Negra, às margens do Rio Negro, em Manaus. O Clássico dos Milhões no Beach Soccer foi exatamente como se esperava. No fim, melhor para o Rubro-Negro, que venceu o rival, por 6 a 3, avançando como o primeiro do Grupo A.

Com a vitória, o Flamengo chegou aos oito pontos, deixando o Cruz-Maltino com cinco. O Avaí, que derrotou o Vitória mais cedo, terminou a sua participação na Copa Brasil deste ano com dois. Já o time baiano, derrotado pela terceira vez nas penalidades, ficou sem pontos. O Flamengo aguarda o seu adversário nas semifinais (Manaus ou Sport), enquanto o Vasco enfrentará o Vila Velha. Os dois jogos serão neste sábado, com o primeiro, o do Flamengo, previsto para as 15h (16h no horário de Brasília).

O JOGO

Foram 12 minutos de belas jogadas, qualidade técnica de ambas as equipes e uma intensa disputa entre as torcidas nas arquibancadas lotadas no primeiro período. Dentro e fora de campo era difícil garantir qual time era melhor e qual das torcidas presentes cantava mais alto. O clima era, literalmente, de um grande clássico. Como a arena só comporta cerca de 4 mil torcedores, o anfiteatro de Ponta Negra foi tomado por quem não conseguiu ocupar as arquibancadas. Um telão montado no local serviu para amenizar tal decepção.

GOLS APARECEM E FLAMENGO ABRE VANTAGEM

O primeiro período, de muito equilíbrio, terminou sem gols. Sem gols, mas repleto de emoção. Já a segunda etapa foi repleta de gols. Léo, do Flamengo, abriu o placar com 1'27''. Bokinha, um dos destaques do Cruz-Maltino, deixou tudo igual aos 2'11''. Melhor e aproveitando as chances criadas, o Rubro-Negro começou a colecionar gols. André, Digo Gama, filho do ex-lateral-esquerdo Júnior, Bruno Xavier e, mais uma vez, André garantiram o 5 a 1 para os comandados de Chumbinho. Como curiosidade, Bruno Xavier, de muitas competições disputadas pelo Vasco, não celebrou o seu gol.

VITÓRIA E PRIMEIRO LUGAR RUBRO-NEGRO

O terceiro período foi de um Vasco disposto a tentar o empate, mas esbarrando na falta de tranquilidade. Bokinha, logo na saída de jogo, fez o segundo do Cruz-Maltino, mas Digo Gama, com 1'16'' marcou o sexto do Flamengo antes de Igor garantir o terceiro do Vasco, com 2'11'. Com grande vantagem, o Flamengo administrou o resultado e confirmou o primeiro lugar do Grupo A contando com a festa da sua torcida, que, naturalmente, não economizou nos gritos de "Olé".

* O repórter viaja a convite da organização da IV Copa Brasil de Clubes de Beach Soccer.