icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
23/07/2013
12:44

Se o Botafogo tem uma característica da qual se orgulhar é a força nas bolas paradas. Não à toa, o técnico Oswaldo de Oliveira costuma trabalhar esse tipo de jogada nas vésperas de partidas importantes.

Consciente, Bolívar elogiou os treinos de Oswaldo. O camisa 4 também fez questão de lembrar que determinados jogos são decididos exatamente em jogadas de escanteio ou faltas.

- Acho que pode ser a grande arma. Defensivamente sofremos poucos gols, sofremos apenas um gol de bola parada, contra o Flamengo. Acho que não me lembro de ter tomado outro gol. A grande maioria das partidas são decididas assim. Às vezes está muito complicado e é por isso que ele treina essa situação antes dos jogos - afirmou o zagueiro, garantindo que só pensa em classificação:

E MAIS:

> Para ajudar o Botafogo, grupo comprou 20% dos direitos de Dória
> Assumpção revela propostas por zagueiro: 'Não tenho como segurar'
> Dória: 'O presidente jogou nas minhas mãos, mas não é bem assim'

- O objetivo da gente é a classificação, por tudo que vem demonstrando. Isso nem passa pela nossa cabeça, o Botafogo é muito grande. A gente sabe da nossa qualidade. Uma equipe que quando quer tem de passar por esses obstáculos. Temos de fazer um bom jogo.

Bolívar atribui ao sistema ofensivo o bom momento da defesa

DEFESA INTACTA

Bolívar também fez questão de elogiar a postura do Alvinegro defensivamente. Mais do que isso, rasgou elogios aos atacantes alvinegros, que marcam muito no ataque:

- Acho que quando você sofre poucos gols tem que valorizar o sistema ofensivo. Até porque eles iniciam a marcação, dão o primeiro combate, a bola demora mais tempo para chegar lá atrás. Claro que também estamos dando conta lá atrás. Acho que o Botafogo é a segunda menos vazada do Brasileiro, não é o nível das equipes que é baixa. Pegamos adversários bem complicados também.

Se o Botafogo tem uma característica da qual se orgulhar é a força nas bolas paradas. Não à toa, o técnico Oswaldo de Oliveira costuma trabalhar esse tipo de jogada nas vésperas de partidas importantes.

Consciente, Bolívar elogiou os treinos de Oswaldo. O camisa 4 também fez questão de lembrar que determinados jogos são decididos exatamente em jogadas de escanteio ou faltas.

- Acho que pode ser a grande arma. Defensivamente sofremos poucos gols, sofremos apenas um gol de bola parada, contra o Flamengo. Acho que não me lembro de ter tomado outro gol. A grande maioria das partidas são decididas assim. Às vezes está muito complicado e é por isso que ele treina essa situação antes dos jogos - afirmou o zagueiro, garantindo que só pensa em classificação:

E MAIS:

> Para ajudar o Botafogo, grupo comprou 20% dos direitos de Dória
> Assumpção revela propostas por zagueiro: 'Não tenho como segurar'
> Dória: 'O presidente jogou nas minhas mãos, mas não é bem assim'

- O objetivo da gente é a classificação, por tudo que vem demonstrando. Isso nem passa pela nossa cabeça, o Botafogo é muito grande. A gente sabe da nossa qualidade. Uma equipe que quando quer tem de passar por esses obstáculos. Temos de fazer um bom jogo.

Bolívar atribui ao sistema ofensivo o bom momento da defesa

DEFESA INTACTA

Bolívar também fez questão de elogiar a postura do Alvinegro defensivamente. Mais do que isso, rasgou elogios aos atacantes alvinegros, que marcam muito no ataque:

- Acho que quando você sofre poucos gols tem que valorizar o sistema ofensivo. Até porque eles iniciam a marcação, dão o primeiro combate, a bola demora mais tempo para chegar lá atrás. Claro que também estamos dando conta lá atrás. Acho que o Botafogo é a segunda menos vazada do Brasileiro, não é o nível das equipes que é baixa. Pegamos adversários bem complicados também.