icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
17/07/2013
13:17

O presidente da Fifa, Joseph Blatter, voltou a afirmar nesta quarta-feira que a realização da Copa do Mundo de 2022, no Qatar, poderá acontecer durante o inverno. O mandatário ressaltou a preocupação com as altas temperaturas durante o verão no país-sede do torneio.

- A Copa do Mundo é uma festa para as pessoas. Por essa razão, é imprudente jogar futebol durante o verão no Qatar. Podemos até baixar a temperatura nos estádios, mas não no país todo. Precisamos proteger nossos parceiros comerciais, profissionais que vão trabalhar no evento - declarou o suiço em entrevista a Associated Press.

Uma questão que causa dúvidas caso a mudança seja confirmada é com relação ao calendário dos clubes. Vale lembrar que muitos campeonatos, principalmente na Europa, estão em andamento durante o período. Para Blatter, existe tempo para se pensar em possibilidades:

- Vou levar essa questão aos executivos do Comitê Executivo da Fifa. Temos tempo para pensar em alternativas até 2022 - finalizou.

O presidente da Fifa, Joseph Blatter, voltou a afirmar nesta quarta-feira que a realização da Copa do Mundo de 2022, no Qatar, poderá acontecer durante o inverno. O mandatário ressaltou a preocupação com as altas temperaturas durante o verão no país-sede do torneio.

- A Copa do Mundo é uma festa para as pessoas. Por essa razão, é imprudente jogar futebol durante o verão no Qatar. Podemos até baixar a temperatura nos estádios, mas não no país todo. Precisamos proteger nossos parceiros comerciais, profissionais que vão trabalhar no evento - declarou o suiço em entrevista a Associated Press.

Uma questão que causa dúvidas caso a mudança seja confirmada é com relação ao calendário dos clubes. Vale lembrar que muitos campeonatos, principalmente na Europa, estão em andamento durante o período. Para Blatter, existe tempo para se pensar em possibilidades:

- Vou levar essa questão aos executivos do Comitê Executivo da Fifa. Temos tempo para pensar em alternativas até 2022 - finalizou.