icons.title signature.placeholder Guilherme Abrahão
07/12/2013
07:10

E será na Boa Terra, que a jovem promessa Biro Biro poderá ter a chance de escrever sua história com a camisa do Fluminense e, quem sabe, ser o improvável herói da equipe na luta contra o rebaixamento. Amanhã, em Salvador, o Tricolro encara o Bahia, no jogo que vale não só o ano do Flu e até a própria década. Se o rebaixamento for concretizado, todos no elenco ficarão marcados pelo vexame inexplicável.

Ser um herói improvável pode não ser novidade para o jovem de 19 anos, contratado no ano passado junto ao Nova Iguaçu. Foi assim também no primeiro turno, quando o Flu encarou o Bahia, também com a corda no pescoço, e o pequenino atacante saiu do banco de reservas para agarantir a vitória por 1 a 0, e trazer alívio aos corações tricolores. Naquela ocasião, o Flu já flertava com a zona de rebaixamento.

A vitória sobre os baianos, deram um alento e foi um suspiro para o Fluminense que começou a sonhar com voos mais altos na competição. De certo, até chegou subir gradativamente na tabela, mas coisas mudaram e o Tricolor voltou a se encontrar na situação perigosa da atualidade.

Hoje xodó da torcida, Biro Biro chegou a Salvador confiante na manutenção do Fluminense na elite do futebol nacional. E se daquela vez foi o herói que não era esperado, desta vez ele sonha, mas torce para qualquer ajudar para ficar na Série A.

- Seria legal, mas seria gostoso se fosse gol contra. O importante é não ser rebaixado - disse.

E o tempo todo, o camisa 29 tem se mostrado pronto para deixar de ser coadjuvante e se tornar protagonista. Contra o Atlético-MG, no sábado passado, marcou o gol que garantiria a vitória..  Outra vez, o baixinho de 1,64m está em foco.

COM A PALAVRA
Jânio Moraes
Presidente do Nova Iguaçu, primeiro clube de Biro Biro

"Biro Biro foi um caso de percepção aliado à paciência do Nova Iguaçu. Por conta da estatura, ele foi reserva no mirim, mas nós confiávamos muito no talento dele. Com o tempo, ele soube aliar esse talento a malandragem e teve mais sucesso. Hoje, ele tem força e maturidade para encarar adversários maiores. É um garoto muito bom, humilde. Torço por ele."

BATE-BOLA
Biro Biro, atacante do Fluminense, em entrevista coletiva 

Uma disputa de rebaixamento em seu primeiro ano. Isso é ruim?
Quando escolhi ser jogador, já sabia disso. É até bom para gente porque amadure. Tem jogador com 30 anos que nunca passou por isso.

Qual a importância dos jogadores mais experientes nesse momento?
É um grupo onde tem trabalhadores e todos são amigos. Está todo mundo no mesmo barco e vamos trabalhar para sair desta situação e passar as férias mais tranquilos.

O time de 2009 inspira vocês de alguma forma?
Pode ter certeza que sim. Nosso time está muito focado. A  minha grande lembrança do Fluminense é o Time de Guerreiros de 2009. Espero que isso aconteça novamente, só que dessa vez vou poder dizer que fiz parte desse grupo.

A torcida do Bahia prometeu grande festa na Fonte Nova. Isso intimida vocês de alguma forma?
Dá para escutar a torcida, mas entramos em campo sempre focados em fazer o nosso melhor. Pode ser um diferencial para eles, mas nosso time precisava vencer e isso não vai nos atrapalhar. Vamos entrar bem fortes e tentar sair com os três pontos, que é o que interessa.