icons.title signature.placeholder Michel Castellar
01/04/2014
17:54

Eleito em setembro de 2013 membro do Comitê Olímpico Internacional (COI), o medalhista olímpico do vôlei Bernard Rajzman foi nomeado para participar de três comissões da entidade. As novas composições dos grupos de trabalho foram divulgadas nesta terça-feira e o brasileiro participará do Programa Olímpico, da Solidariedade Olímpica e da Entourage.

- Essa escolha, além de ser uma honra para mim, deixa clara a visão da importância e o carinho que o COI tem com o Brasil. São três comissões importantes dentro da estrutura olímpica - comemorou Bernard, que foi comunicado somente na segunda-feira sobre as novas funções.

As três comissões para que Bernard foi nomeado tem relação direta com os atletas. A referente ao Programa Olímpico trata de todas as questões relacionadas não só aos desportistas mas a todo movimento, por fazer as análises e revisões dos programa de esportes, disciplinas e eventos dos Jogos de Verão e Inverno.

Já a Comissão de Solidariedade Olímpica é voltada para os Comitê Olímpicos Nacionais e seus programas para desenvolvimento da estrutura esportiva, além dos atletas. Essa ajuda geralmente ocorre com a distribuição de bolsas financeiras, como ocorreu com a snowboarder Isabel Clark, que foi contemplada para a sua preparação aos Jogos Olímpicos de Inverno de Sochi-2014.

E na Comissão de Entourage são tratados os assuntos pertinentes ao relacionamento dos atletas com técnicos, treinadores, patrocinadores. Além de cuidar da educação, saúde e desenvolvimento social dos desportistas.

- O COI faz a escolha e leva em conta o perfil de cada um de seus membros. Eles me entrevistaram e optaram por me indicar para essas três comissões. Estou feliz, principalmente, porque essas indicações ocorrem em um momento em que nunca se deu tanto valor aos atletas - frisou Bernard.