icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
03/03/2014
12:22

Mais de 10 anos depois da morte do húngaro Miklos Fehér em campo, o Benfica, time do atacante na altura, pagou um pouco mais de 913 mil euros (quase R$ 3 milhões) ao Porto, que tinha os direitos do jogador antes. O próprio Dragão confirmou o pagamento no seu relatório de contas que recebeu o valor relativo a um processo judicial com o Encarnado.

Fehér chegou a Portugal primeiro para jogar no Porto para terminar sua formação, mas nunca conseguiu se firmar no time principal. Depois de alguns empréstimos dentro mesmo de Portugal, aonde fez sua melhor temporada pelo Braga, saiu do Dragão por desentendimentos entre o clube e o seu empresário, José Veiga, e foi para o Benfica sem custos, na altura.

Depois da morte do jogador, em 2004, o Porto entrou na justiça contra o Benfica através de um processo judicial intentado. O imbróglio envolveu ainda direitos das categorias de base. Em 2007, o Tribunal Constitucional ordenou o Benfica a fazer o pagamento, que aconteceu agora.

Fehér morreu em janeiro de 2004, em partida contra o Vitória de Guimarães, fora de casa. O húngaro sofreu com problemas cardíacos e acabou caindo no gramado. Sua camisa de número 29 foi aposentado pelo Encarnado, e foi feito um busto em sua homenagem no Estádio da Luz.