icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
19/07/2013
09:52

Thomaz Bellucci segue hoje para Gstaad, na Suíça, onde vai jogar o ATP 250 da cidade, que é disputado no saibro e terá início no dia 22. Após fracassos no retorno às quadras, o brasileiro tentará dar a volta por cima em um torneio especial para ele.

Foi no ATP suíço que o atual 70º do ranking conquistou seu primeiro título na carreira, em 2009. Ano passado, ele repetiu o feito, sendo bicampeão em Gstaad, onde Gustavo Kuerten também triunfou, na chave de duplas, em 1998, ao lado de Fernando Meligeni.

- Tenho uma relação muito especial com Gstaad. Me sinto muito bem jogando lá e vou com tudo - disse o brazuca.

Após ficar dois meses e meio longe das quadras por conta de lesão no abdômen, Bellucci não teve muito sucesso nos torneios individuais. No ATP 250 de Stuttgart, ele foi eliminado na segunda rodada, enquanto no ATP 500 de Hamburgo, caiu logo na estreia.

Nas duplas, porém, o tenista já até conquistou título após o retorno - venceu o torneio de Stuttgart ao lado do argentino Facundo Bagnis. Nesta quinta, porém, foi forçado a desistir em Hamburgo por conta de uma lesão de seu parceiro, o francês Benoit Paire:

- Infelizmente são situações que acontecem. Aproveitei para treinar e amanhã (sexta) sigo para Gstaad. Vai ser bom chegar antes, terei três dias para me adaptar e preparar para o torneio.

O brasileiro está garantido no quarto e último Grand Slam do ano, o US Open, em Nova York. Antes, ele havia ficado fora de Roland Garros e Wimbledon e foi eliminado precocemente no Australian Open, em janeiro.

Thomaz Bellucci segue hoje para Gstaad, na Suíça, onde vai jogar o ATP 250 da cidade, que é disputado no saibro e terá início no dia 22. Após fracassos no retorno às quadras, o brasileiro tentará dar a volta por cima em um torneio especial para ele.

Foi no ATP suíço que o atual 70º do ranking conquistou seu primeiro título na carreira, em 2009. Ano passado, ele repetiu o feito, sendo bicampeão em Gstaad, onde Gustavo Kuerten também triunfou, na chave de duplas, em 1998, ao lado de Fernando Meligeni.

- Tenho uma relação muito especial com Gstaad. Me sinto muito bem jogando lá e vou com tudo - disse o brazuca.

Após ficar dois meses e meio longe das quadras por conta de lesão no abdômen, Bellucci não teve muito sucesso nos torneios individuais. No ATP 250 de Stuttgart, ele foi eliminado na segunda rodada, enquanto no ATP 500 de Hamburgo, caiu logo na estreia.

Nas duplas, porém, o tenista já até conquistou título após o retorno - venceu o torneio de Stuttgart ao lado do argentino Facundo Bagnis. Nesta quinta, porém, foi forçado a desistir em Hamburgo por conta de uma lesão de seu parceiro, o francês Benoit Paire:

- Infelizmente são situações que acontecem. Aproveitei para treinar e amanhã (sexta) sigo para Gstaad. Vai ser bom chegar antes, terei três dias para me adaptar e preparar para o torneio.

O brasileiro está garantido no quarto e último Grand Slam do ano, o US Open, em Nova York. Antes, ele havia ficado fora de Roland Garros e Wimbledon e foi eliminado precocemente no Australian Open, em janeiro.