icons.title signature.placeholder Gabriel Cassar
18/02/2015
13:53

Um sorteio ingrato, um adversário difícil e um clima chuvoso: a vida de Thomza Bellucci não foi nada fácil neste Aberto do Rio de 2015. Encarando o espanhol Rafael Nadal logo na estreia, o brasileiro acabou se despedindo da competição na primeira partida, sendo derrotado por 2 sets a 0 (6/4 e 6/1).

Na coletiva após o jogo, Bellucci fez um "raio-x" da partida e de seu desempenho.

- Poderia ter jogado melhor, mas não acho que joguei tão mal assim. Sabia que seria um jogo complicado, que eu teria que sacar muito, mas as condições não estavam favoráveis. Deixei escapar algumas chances no jogo e isso, contra o Nadal, é fatal. Hoje, tentei dar o meu máximo, mas ele esteve melhor e teve seus méritos, especialmente no 2º set.

Equilibrado no primeiro set, o jogo acabou sendo dominado por Nadal no segundo. Para Bellucci, o espanhol ganhou confiança no jogo, imprimiu seu ritmo e aproveitou os erros do brasileiro.

- Nadal se sentiu mais à vontade no 2º set, arriscando bolas que, se ele não estivesse 100% seguro, não tentaria. Não consegui ter um bom aproveitamento no primeiro saque e isso também me complicou. Acredito que meu grande erro no jogo foi ter começado mal os games que poderiam colocar alguma pressão nele. 

Questionado sobre a divisão da torcida na quadra (era possível ver muitos brasileiros torcendo pelo espanhol), Bellucci brincou.

- Se eu tivesse 9 títulos de Roland Garros, tenho certeza que torceriam por mim. É um cara carismático, com uma legião de fãs no mundo inteiro, normal que tenha torcida por todo lugar que passe. Ao entrar em quadra, busquei não pensar nisso , só queria dar o meu melhor.