icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
11/07/2014
12:09

Considerado por muitos o maior nome da história do futebol alemão, Franz Beckenbauer não vai estar no Maracanã neste domingo para ver o seu país. Campeão da Copa do Mundo como jogador em 1974 e como técnico em 1990, o Kaiser chegou a ser punido pela Fifa recentemente, por não cooperar com uma investigação. Mesmo já liberado, prefere não estar no estádio.

- Claro que gostaria de estar. Wolfgang Niersbach (presidente da Federação Alemã de Futebol) me chamou depois da semifinal e insistiu para eu pegasse um voo para o Rio de Janeiro. Mas eu disse que tinha outros planos, porque há pessoas que simplesmente não posso e nem quero ver - disse Beckenbauer em entrevista ao site da DFB.

O Kaiser falou ainda sobre Toni Kroos, que vem sendo um dos melhores jogadores da Alemanha na Copa. Ele já falou em tom de despedida ao jogador, já que Beckenbauer é presidente de honra do Bayern de Munique, e o meia está muito próximo do Real Madrid.

- Como presidente de honra do Bayern, lamento sua saída. Se realmente for, perderemos um jogador de absoluta classe mundial. Jogar no Real Madrid é uma experiência que não tem preço - concluiu.