icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
22/04/2014
20:02

Manchester City x Bayern. Assim como o Barcelona, time alemão de Guardiola é obcecado pela bola


O Real Madrid conviveu, nos últimos anos, com a maior época do principal rival, e, nesta quarta-feira, reencontrará um dos maiores responsáveis pelo sucesso do Barcelona, o técnico Pep Guardiola. Mais do que isso: os merengues tem à frente pelas semifinais da Liga dos Campeões uma equipe "à la Barça" montada pelo técnico espanhol, e podem sofrer um verdadeiro "deja vu" nos confrontos decisivos contra o Bayern de Munique por um lugar na final em Lisboa.

Assim como o Barcelona de Guardiola, o Bayern atual - também já supercampeão - busca dominar o jogo a todo momento, pressiona o adversário incessantemente em busca da bola, tem a maior posse da pelota em média na competição e alguns dos maiores passadores. O treinador, inclusive, foi criticado pela lenda Beckenbauer por "tentar" transformar o Bayern em Barcelona, e a similaridade entre as equipes dirigidas pelo espanhol são confirmadas por números da própria competição nesta temporada.

Os Bávaros, aliás, já superam o antigo time de Guardiola nos quesitos passes e posse de bola - principal característica dos catalães - nesta edição do torneio. Nesta Liga dos Campeões, os alemães ficaram, em média, 65% do tempo com a bola, contra 63% dos catalães. Além disso, o Bayern conta com cinco atletas entre os 20 principais passadores, tendo ainda o segundo melhor, Toni Kroos, que tentou 940 passes e acertou 88% deles (os números são do site oficial da Uefa).

Mesmo com as similiaridades entre as equipes, o treinador não ligou a vantagem que levava sobre o Real Madrid quando comandava o Barcelona com o atual confronto, e jogou o favoritismo para os donos da casa da partida desta quarta.

- Minha estatística no Bernabéu foi com outro clube, em outro tempo, em outra situação. Não tem nada a ver com o Bayern. temos de ter uma atuação muito boa para ganhar. Isso é necessário sempre contra o Madrid e mais em uma semifinal - disse o treinador em entrevista coletiva nesta terça-feira, véspera do jogo.

Guadiola mantém convicções da época de Barcelona para dirigir o Bayern (Foto: Karim Jaafar/Al-Watan Doha/AFP)


Espanhóis apostam em grande fase do ataque

Como acontecia nos confrontos com Guadiola vestido de azul e grená, os merengues devem, contra o Bayern, ficar em desvantagem quando o assunto é pressão e posse de bola, mas contam com uma arma também bastante usada contra o Guardiola do Barça: o ataque agressivo e eficiente.

Nesta Liga dos Campeões, o time espanhol não está entre os que mais trocam passes ou detém a bola, mas é o segundo que mais chuta a gol, com 101 arremates, e tem o ataque mais fulminante, com 32 gols anotados nos 10 jogos pelo torneio. O Bayern vem em primeiro no quesito arremates, com 128, mas tem aproveitamento inferior ao do rival, tendo marcado 24 gols (Uefa).

O duelo desta quarta-feira entre Real Madrid e Bayern de Munique será no Santiago Bernabéu, em Madri, às 15h45 (horário de Brasília), com transmissão em tempo real do LANCE!Net. O segundo jogo entre as equipes está marcado para o próximo dia 29 de abril, na Allianz Arena.