icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
25/03/2014
17:52

O Bayern de Munique teve, diante do Hertha Berlim, a mesma facilidade com que conquistou o 24º título alemão. Os comandados de Guardiola precisaram de 15 minutos para bater o adversário desta terça-feira por 3 a 1 e menos de sete meses para se tornarem os primeiros campeões da Bundesliga em março, com sete rodadas de antecipação. Um recorde e algo inédito nas grandes ligas europeias.

O triunfo no Estádio Olímpico consolida a marca de um poderoso Bayern que ainda pode ir bem mais longe. O Gigante da Baviera tem a chance de virar o primeiro time invicto do início ao final do torneio, além de ser a única equipe a conquitar a Tríplice Coroa duas vezes consecutivas.

Com 77 pontos, o Bayern chega à 19ª vitória consecutiva (a décima como visitante) no Campeonato Alemão.

O JOGO

A Salva de Prata foi garantida, definitivamente, em pouco tempo. O Bayern de Munique entrou em campo, não deixou o Hertha tocar na bola e liquidou a fatura de uma vez com dois gols: Kroos abriu o placar e Götze completou.

Do zagueiro ao último homem de frente, a movimentação dos dez jogadores de linha dos bávaros deixou o adversário impotente e sem muito a fazer na partida a não ser assistir o espetáculo.

Em clima de contagem regressiva para abrir a cerveja, o Bayern foi chegando na boa e finalizando sem o mesmo ímpeto. Coube a Rafinha tirar a equipe da zona de conforto ao cometer pênalti em Ramos. Com cavadinha, o colombiano descontou.

O gol não tirou o sono do Bayern. Pelo contrário, deixou o time com fome de fazer o gol do título que veio com Ribéry.