icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
10/12/2013
20:08

O início arrasador do Bayern de Munique não foi o suficiente para assegurar a vitória do time alemão sobre o Manchester City, no Allianz Arena. Após abrir 2 a 0, com apenas 11 minutos de partida, gols de Muller e Gotze, a equipe de Guardiola apenas assistiu ao time inglês reagir na partida e contar com tentos de Silva, Kolarov e Milner para vencer a partida.

Com este resultado, os britânicos colocaram fim na sequência de dez jogos de invencibilidade dos alemães no principal torneio entre clubes da Europa, mas não conseguiram tirar do Bayern a primeira colocação do Grupo D. Na outra partida do enquadramento, o Viktoria Plzen venceu o CSKA Moscou por 2 a 1.

BAYERN COMEÇA ARRASADOR, MAS PISA NO FREIO

O Bayern de Munique entrou em campo determinado a provar para o Manchester City desde o primeiro minuto de confronto quem é que manda no Allianz Arena. E logo aos cinco, o ímpeto ofensivo foi recompensada com vantagem no placar: após lançamento preciso do zagueiro brasileiro Dante, Muller ajeitou no peito com categoria e tocou na saída do goleiro Hart para fazer 1 a 0 para a equipe bávaro.

Seis minutos mais tarde, mais um gol alemão, dessa vez, marcado por Gotze. O jogador aproveitou sobra de chute ruim de Mandzukic em jogada de escanteio para, já dentro da pequena área, balançar as redes defendida pelo City. 

O começo arrassador do time bávaro parecia prenúncio de uma goleada história, mas não foi isso que se sucedeu nos minutos seguintes. Com os 2 a 0 no placar, a equipe do técnico Guardiola passou a incomodar com menor intensidade a defesa do City e a dar espaço para os contra-ataque. Numa dessas investidas do time britânico, aos 28, Milner ajeitou cruzamento de Navas de cabeça para conclusão precisa de Silva sem chances para Neuer.

CITY CRESCE NO SEGUNDO TEMPO E VIRA PARTIDA

A conversa de Guardiola com seus comandados no intervalo não parece ter sido o suficiente para alterar os ânimos dos jogadores do Bayern. Deitados na vantagem mínima no placar, os bávaros valorizavam a troca de passes no meio de campo, mas seguiam sem ameaçar o gol adversário. O primeiro lance de perigo da etapa final foi do City: Silva fez bela jogada para cima de Lahm e tocou para Dzeko obrigar Neuer a fazer importante intervenção.

Aos 13, o juiz vê penalti de Dante em Milner em jogada próximo a linha de fundo. Na cobrança, Kolarov desloca Neuer e iguala a partida. Enquanto a torcida alemã ainda lamentava o empate, veio a virada. Boateng se antecipa para cortar cruzamento de Navas, mas fura feio, Milner, que não tem nada a ver com isso, aproveita falha para chutar com categoria e fazer 3 a 2 para o City.

Precisando de mais um gol para conquistar a primeira colocação do Grupo D, o City se manteve no ataque. E aos 35, teve aquela que seria sua melhor chance para fazer o seu quarto tento em boa investida de Negredo para cima de Dante, que obrigou Neuer a fazer grande defesa. Coube ao time alemão nos minutos finais apenas segurar a pressão inglesa até o último apito do juiz.