icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
24/11/2014
20:52

Bauru e Mogi das Cruzes terão a chance de deixar a decisão da Liga Sul-Americana 2014 verde-amarela. No Ginásio Panela de Pressão, na cidade de Bauru, as equipes disputarão as semifinais do torneio continental nesta terça-feira e terão a chance de protagonizar uma final 100% brasileira.

O primeiro a entrar em quadra será o time do Alto do Tietê. O adversário dos mogianos será o Boca Juniors, da Argentina, às 19h15. Depois, às 21h30, os anfitriões medirão forças com o Malvín, do Uruguai.

Grande sensação da última temporada do NBB, depois de se tornar o primeiro time a terminar a fase de classificação na 12ª posição a chegar nas semifinais, Mogi ganhou o direito de disputar a Liga Sul-Americana por conta do 4º lugar conquistado ao final da temporada. E logo na primeira participação da nova era da equipe em um torneio internacional, os comandados de Paco García chegaram ao Final Four.

- Vamos enfrentar uma boa equipe, que usa bastante os tiros longos para a cesta e no geral todos os jogadores se posicionaram mais longe do aro. O Boca Juniors foi derrotado na última rodada de sua liga nacional, isso não é bom para nós, mas temos que fazer o nosso trabalho. Vamos treinar forte, trabalhar bem tudo o que pudermos para estarmos preparados para jogar esses que são talvez os jogos mais importantes do basquete de Mogi das Cruzes. - comentou o treinador Paco García.

Para tentar vencer o Boca Juniors e chegar à grande decisão da competição, Mogi conta com boa fase vivida pelo norte-americano Shamell. Cestinha da equipe na campanha da Liga Sul-Americana, o experiente ala também é o maior pontuador do NBB 7 até o momento, com média de 24,4 pontos por jogo, e vem de uma grande atuação no campeonato nacional: 33 pontos contra Rio Claro, na última sexta-feira.

Do outro lado, Bauru disputa o Final Four da Liga Sul-Americana pelo segundo ano seguido. Em 2013, a equipe do interior paulista se classificou à fase decisiva do torneio, mas acabou derrotada pelo então anfitrião Aguada (URU). Agora, novamente diante de um time uruguaio, porém desta vez ao lado de sua torcida, os comandados de Guerrinha tentarão chegar à decisão da competição pela primeira vez na história.

- São os quatro melhores times do torneio em busca da final. A equipe do Malvín é muito forte, mas jogamos na nossa quadra e diante da nossa torcida. É um jogo de vida ou morte, temos que ganhar. - declarou o ala/armador Larry Taylor.

Na busca por um lugar na final, o esquadrão bauruense terá um importante reforço: o pivô Murilo Becker. Depois de perder boa parte do início da temporada por conta de uma inflamação no tendão patelar do joelho esquerdo, o jogador está liberado pelo departamento médico, inclusive atuou em alguns minutos de partidas dos Jogos Abertos do Interior, e estará à disposição do técnico Guerrinha.

Assim como no último ano, o campeão da Liga Sul-Americana garantirá vaga na Liga das Américas, principal torneio interclubes do continente. Então, Bauru e Mogi têm chance de se juntar ao atual campeão Flamengo, Paulistano/Unimed e São José/Unimed na disputa da competição que dá vaga a seu primeiro colocado na Copa Intercontinental.

- Para nós será muito bom jogar em casa e buscar no nosso ginásio um título internacional que o Bauru não tem. Ser campeão nos dá o direito de disputar a Liga das Américas 2015 e esperamos casa cheia. A torcida do Bauru é muito fiel e comprometida com o basquete. - afirmou o técnico bauruense Guerrinha.