icons.title signature.placeholder Felipe Domingues
27/11/2014
23:06

Quem será capaz de frear o Bauru nesta temporada? Essa é uma das perguntas ainda sem resposta pelas equipes do basquete brasileiro. Na noite desta quinta-feira, os bauruenses atropelaram o Mogi na final da Liga Sul-Americana, vencendo por 79 a 53 e conquistando o inédito título.

Atuando em casa, o Bauru contou com uma torcida que, desde o início da partida, não calou-se por um segundo sequer. A cada ataque convertido pelos donos da casa, os torcedores vibravam como se o título já estivesse nas mãos. Mas chegaria...

No primeiro quarto, a superioridade do Bauru foi vista desde o primeiro arremesso. A vantagem abria em três, cinco, sete, dez pontos, sem reação do Mogi. No fim, a equipe comandada por Guerrinha completou a parcial com 25 a 11 no placar.

Na sequência, o atropelo foi se tornando mais nítido, quando a vantagem passou a subir cada vez mais e o treinador do Mogi, o espanhol Paco García, não conseguia acertar a marcação e, principalmente, os ataques de sua equipe. Resultado? Vitória do Bauru por 20 a 11.

Na volta, o cenário não mudou, e os donos da casa, empurrados pela torcida, seguiram bem, com Rafael Hettsheimeir em noite inspirada.

Por fim, restava administrar o placar e consolidar a vitória, que veio pelo placar de 79 a 53, em uma massiva mostra de superioridade. Festa dos jogadores em quadra, e festa ainda maior da torcida do Bauru, que lotou o Ginásio.

O cestinha do jogo foi o pivô Rafael Hettsheimeir, com 18 pontos. Do lado do Mogi, o melhor foi Curnell, com 11. Nas assistências, destaque para Alex, que conseguiu oito, enquanto nos rebotes, Jefferson pegou 13.

Com o título, a equipe do interior de São Paulo garantiu vaga na Liga das Américas, que equivale à "Libertadores do basquete", além de levantar a um patamar ainda mais alto a pergunta que não cala: Quem irá parar o Bauru este ano?