icons.title signature.placeholder Renato Rodrigues
20/03/2014
08:19

A noite da última quarta-feira em Feira de Santana foi praticamente perfeita para o Corinthians. A vitória por 2 a 0 sobre o Bahia de Feira, no estádio Joia da Princesa, eliminou o jogo de volta pela Copa do Brasil. Mas não foram só os dois gols de Luciano que chamaram a atenção. Teve rivais uniformizados nas arquibancadas, flanelinhas mais baratos e até um pedido de noivado por meio de um bandeirão.

Na chegada ao estádio, a reportagem do LANCE!Net já se deparou com os velhos flanelinhas, comuns também na cidade de São Paulo. A grande diferença, no entanto, é no preço. Se na capital paulista eles cobram de R$ 20 a R$ 30, em Feira o preço é de apenas R$ 5. O problema é que na volta o "cuidador" já não estava nem perto do carro.

Ainda do lado de fora, foi possível ver uma avalanche de ambulantes. Churrasquinho, água de cocô, cachorro quente e até os famosos acarajés baianos. Os varais de camisas, que tinham até clubes europeus como Barcelona e Real Madrid, estavam por todo lado.

Mas não foi só com os comerciantes que vimos uniformes de outros times. Por incrível que pareça, dentro do estádio também tinha uma série de rivais do Corinthians. Vitória, Bahia, Flamengo, Vasco, Botafogo e até um palmeirense perambulando pelas arquibancadas. Violência, como dizia uma faixa no alambrado, foi só no preço do ingresso: R$ 80.

Ainda nos arredores do Joia da Princesa, dava para se escutar um carro de som. Com algo parecido com um sindicato, a fala gravada era com relação às condições de trabalho da Polícia Militar da Bahia. A mensagem dizia: "Queremos paz, não greve. Mas esperamos uma posição mais firme de nosso governador".

De volta ao lado de dentro do estádio, a torcida do Corinthians foi grande maioria. Chamaram a atenção as faixas de vários lugares do Brasil ali presentes. Aracajú-SE, Limeira-SP, Salvador-BA, Tobias-SE... Na torcida do time local, pouca presença, mas muito barulho. Os instrumentos de escola de samba, em sua maioria todos desafinados, acabaram com os ouvidos de quem estava nas numeradas.

Já no segundo tempo, empolgada com a vitória dos visitantes, a torcida alvinegra inovou em uma música. No estilo rap, a cantoria dizia: "Pula, sai do chão. É a torcida do Timão". O hit deu a cara baiana para a Fiel, que explodiu de alegria com os gols do garoto Luciano.

Quando parecia que nada mais bizarro apareceria no confronto entre Bahia de Feira e Timão, eis um pedido inusitado. No meio das arquibancadas, um bandeirão - de tamanho até grande - tinha uma mensagem: "Juliana B., você quer ser minha noiva?". Se a moça aceitou ou não, não deu para saber. Mas a noite corintiana foi diferente, isso foi (Fotos: Renato Rodrigues).