icons.title signature.placeholder Fellipe Lucena e Thiago Ferri
13/11/2014
10:11

Com mais de 40 jogadores, o inchado elenco do Palmeiras montado para a segunda metade do centenário não deixará saudades no torcedor. Apesar dos resultados decepcionantes, o presidente Paulo Nobre avisou que o grupo de 2014 é a espinha dorsal para 2015, caso ele se reeleja no pleito de 29 de novembro. Muitos deste grupo, porém, correm o risco de não continuar ano que vem.

Dez atletas têm vínculos até dezembro, sendo que com dois já existem conversas em andamento: Marcelo Oliveira e Henrique. Com o primeiro, o salário é o entrave, diferentemente do segundo, que já acertou as bases. O Verdão agora busca um investidor para bancar os R$ 6 milhões por 50% dos direitos de seu artilheiro. 

Ainda há os jogadores com contratos mais longos que não foram bem e podem ser emprestados, como os goleiros Bruno, Fábio e Deola, o lateral Weldinho, o meia Mendieta, e os atacantes Leandro e Rodolfo.

– Em 2015 o time será muito mais competitivo do que este ano. Faremos contratações pontuais para deixar o elenco mais enxuto, e brigar por títulos – falou Paulo Nobre.

Além destes com contrato até dezembro, outros dois atletas acabam o vínculo durante 2015: Wesley e Valdivia. O volante tem acordo até fevereiro, e sua negociação está bem arrastada – o São Paulo está de olho no jogador. O Mago, por sua vez, é do Palmeiras até agosto, e as duas partes têm interesse em renovar.

Uma das medidas que o dirigente planeja instituir em caso de vitória é de gastar mais em um jogador que possa se destacar do que investir o mesmo valor em duas ou três opções sem destaque. Alguns já entraram na mira, como a dupla do Fluminense, Diego Cavalieri e Carlinhos - ambos têm contratos válidos até o fim do ano.

Na diretoria também se espera mudanças. O diretor-executivo José Carlos Brunoro tem contrato até o fim do ano e deve sair. Para a vaga, Rodrigo Caetano, do Vasco, agrada tanto Nobre quanto Wlademir Pescarmona, opositor. Omar Feitosa, gerente de futebol, também convive com críticas e pode sair em 2015.

CONTRATOS PERTO DO FIM

Victorino
Contratado no início do ano, sofreu com lesões e jogou pouco: sete vezes. Vínculo vai até o fim do ano.

Juninho
Contrato vai até dezembro e ele ficou próximo do Flu, mas Verdão vetou. Pode jogar no Rio em 2015.

Wendel
Era titular na direita, só que perdeu espaço para João Pedro. Seu contrato vale até o dia 31 de dezembro.

Eguren
Sofreu uma lesão rara na coxa e está há dois meses no DM. Assinou com o clube até 31 de dezembro.

Marcelo Oliveira
Seu contrato vale até 31 de dezembro e há impasse para renovar. Agente diz ter oferta do futebol japonês.

Washington
Chegou no limite das inscrições, e acertou até o fim do ano. Tem sido reserva com Dorival Júnior.

Bernardo
Veio emprestado pelo Vasco até dezembro, com opção de compra. Só que o meia pouco fez pelo Palmeiras.

Bruno César
Decepção do ano, mal jogou. Tem contrato até o fim do ano, e o clube já não exerceu opção de compra.

Henrique
O clube tem até o fim do ano para exercer a preferência de compra. Já está em negociações.

Diogo
O atacante agrada ao técnico Dorival Júnior, mas ainda não sabe se fica: o contrato vale até o fim do ano.