icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
17/12/2013
08:53

O porta-voz do Barcelona, Toni Freixa, compareceu a uma entrevista coletiva para esclarecer a notícia de que a Procuradoria Nacional da Espanha havia solicitado ao clube os contratos de Neymar. O pedido vem na sequência da denúncia do sócio blaugrana Jordi Cases, que acusou o presidente Sandro Rosell de apropriação indébita no processo de contratação do jogador brasileiro.

- Não recebemos nenhuma notificação. Se a Justiça quiser os detalhes do contrato de Neymar, ela terá - respondeu o dirigente.

O caso está a cargo do fiscal José Perals, que também quer analisar a contabilidade do Barça relativa aos anos de 2011, 2012 e 2013. Perals afirmou que, segundo Jordi Cases, os contratos pelos quais o clube espanhol contratou Neymar foram celebrados no Brasil. Um em 2011 e outro em maio deste ano.

- Explicamos que o preço da negociação foi de 57,5 milhões de euros, entre os quais 17,5 milhões foram para o Santos e 40 milhões para uma sociedade. É uma operação é legal, transparente e nossa calma é absoluta - completou Freixa.