icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
23/03/2014
17:25

Mais uma cena de violência importunou as arquibancadas de estádios de futebol, desta vez no México. No empate em 1 a 1 no clássico entre Atlas e Chivas, pelo Campeonato Mexicano, dezenas de torcedores do Chivas espancaram um grupo de menos de 10 policiais que estava separado da frota que tentava conter a confusão. Desta vez, as autoridades agiram rápido, e menos de 24h depois da partida 17 pessoas foram presas e o Estádio Jalisco, local do jogo, foi fechado.

Quem falou das medidas foi o secretário-geral da prefeitura de Guadalajara, Jesús Lomelí Rosas, que também garantiu a análise das imagens para delegar responsabilidades sobre o caso.

-Tenho a informação de que houve 17 detidos e há uma análise através dos vídeos que tanto a federação como o estádio e a televisão irão fazer, com o propósito de determinar responsabilidades sobre os feridos e a provocação deste fato lamentável - disse o secretário ao portal Mediotiempo.com.

No total, 38 pessoas ficaram feridas, e oito delas são policiais. Todos foram encaminhados para hospitais locais e três estão com lesões graves, mas nenhum ferido na pacadaria sofre risco de morte.

Veja as cenas de barbárie