icons.title signature.placeholder Maurício Oliveira e Thiago Salata
12/07/2014
15:05

O vexame dos 7 a 1 sofridos contra a Alemanha foi enorme, o maior nos cem anos de história da Seleção Brasileira, mas o torcedor brasileiro ainda encontra motivos para rir de si mesmo. Na entrada do Estádio Nacional Mané Garrincha, em Brasília, destacam-se cartazes ou bandeiras de apoio à Alemanha e contra dois dos maiores alvos da torcida pelo fracasso na Copa: o técnico Felipão e o atacante Fred.


Torcedor exibe cartaz com a 'demissão' de Felipão (Foto: Thiago Salata)

Felipão é o maior culpado, segundo os torcedores, por ter escalado mal o time e permitido que a Alemanha deitasse e rolasse no Mineirão. Na última sexta-feira, o técnico foi questionado sobre o fato de os auxiliares Gallo e Roque Júnior terem sugerido jogar com três volantes e sem Fred contra a Alemanha, em um relatório de mais de 30 páginas. Felipão se irritou...

- Vocês estão enganados na análise. Roque e Gallo são analistas dos meus adversários, não da minha Seleção. Eles analisam os adversários. Eu faço a minha escolha, dos meus jogadores. Quando eu estou junto, dou liberdade para que coloquem opiniões. Não queiram colocar o Gallo contra mim, não vão conseguir - respondeu o técnico.

O presidente da CBF, José Maria Marin, e seu sucessor eleito, Marco Polo Del Nero, ainda não decidiram o que fazer com Felipão. Um torcedor, no entanto, levou um cartaz com a demissão, assinada pelo "povo brasileiro".


Torcedor protesta de forma bem humorada contra Fred (Foto: Thiago Salata)

Outro torcedor revoltado lembrou a imobilidade de Fred em campo na Copa do Mundo. Contra a Alemanha, por exemplo, o centroavante correu 6.960 metros, apenas 1,120km a mais do que os 5.840 metros do goleiro Neuer.

Fred encerra a Copa como o pior centroavante da história da Seleção Brasileira em Copas, com apenas um gol em seis jogos até agora.