icons.title signature.placeholder LANCE!PRESS
10/11/2014
15:27

Política e esporte seguem misturando-se nos últimos dias. O mais novo afetado, é o Mundial Masculino de Handebol, que será disputado em janeiro de 2015, no Catar. O Bahrein, classificado à disputa, retirou-se do torneio por tensões políticas com o vizinho.

De acordo com uma nota oficial da Federação Internacional de Handebol (IHF, em inglês), o problema será analisado pelo Conselho da Federação, em novembro deste ano, e uma decisão ou possível sanção será anunciada.

As tensões políticas entre o Catar e o Conselho de Cooperação do Golfo (Bahrein, Emirados Árabes Unidos e Arábia Saudita) tornaram-se maiores nos últimos anos, sendo que as três nações retiraram seus embaixadores do Catar por "interferência em assuntos externos".

O Catar participa do Grupo A, mesmo do Brasil, enquanto o Bahrein dividia a chave D com Alemanha, Argentina, Dinamarca, Polônia e Rússia. Os Emirados Árabes estavam no C, com Argélia, Egito, França, República Tcheca e Suécia.