icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
21/04/2014
18:05

A estreia do Bahia no Campeonato Brasileiro deste ano pode ter sido pior que uma simples derrota por 2 a 1 para os reservas do cruzeiro, dentro da Arena Fonte Nova. O clube pode ser punido pela conduta de um torcedor.

Na súmula, o árbitro paulista Luiz Flávio de Oliveira registrou que um torcedor atirou "quatro copos encaixados entre si" no campo, próximo ao assistente Lorival Cândido das Flores. O infrator também teria sido identificado por policiais que faziam a segurança do estádio, conforme também destacou:

- Informo que aos 38 minutos do segundo tempo foram arremessados quatro copos encaixados entre si, contendo cerveja, próximo ao árbitro assistente 2, Sr. Lorival Cândido das Flores. Informo ainda que tais copos foram entregues para o 4º árbitro, Sr. Johnn Hebert Alves Bispo. Após o término da partida, o major da Polícia Militar, Sr. Eubert Vinhático, nos comunicou que o torcedor foi identificado – diz a súmula.

Depois disso, o clube pode ser enquadrado no Art. 213 do Código Desportivo Brasileiro, que prevê multas de R$ 100,00 a R$ 100.000,00 e, conforme a gravidade, perda de mando de campo.

Já o 3º Parágrafo do Art 213 pode aliviar o Tricolor de Aço. Ele prevê que "a comprovação da identificação e detenção dos autores da desordem, invasão ou lançamento de objetos, com apresentação à autoridade policial competente e registro de boletim de ocorrência contemporâneo ao evento, exime a entidade de responsabilidade, sendo também admissíveis outros meios de prova suficientes para demonstrar a inexistência de responsabilidade".