icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
31/07/2013
23:55

Após 13 anos sem vencer o Flamengo em Salvador (equivalente há quatro jogos), o Bahia saiu vitorioso por 3 a 0 no duelo realizado na noite desta quarta-feira, na Arena Fonte Nova. O jogo também foi marcado por polêmica envolvendo a arbitragem, no momento do segundo gol baiano. O resultado deixou o Bahia na vice-liderança, com 19 pontos, enquanto o Flamengo parou nos dez pontos e entrou na zona de rebaixamento, ocupando o amargo 17º lugar.

O Bahia volta a campo pelo Campeonato Brasileiro na próxima quarta-feira, diante do Atlético-PR, no Estádio Durival Britto, em Curitiba, às 21h. Por sua vez, o Flamengo recebe neste domingo o Atlético-MG no Mané Garrincha, em Brasília, às 16h.

PRIMEIRO TEMPO DE POLÊMICA

A partida começou com as duas equipes se estudando muito. As jogadas de ambos os times ficaram concentradas no meio do campo, com vários erros de passe e lançamentos por parte dos jogadores.

O primeiro lance de perigo aconteceu aos 11 minutos do primeiro tempo. Após cobrança de escanteio, Fernandão subiu mais alto e quase abriu o marcador para o Bahia, obrigando o goleiro Felipe a fazer uma grande defesa.


Felipe faz grande defesa e salva o Flamengo (Foto: Romildo Jesus/LANCE!Press)

Mais ofensivo com o passar do tempo, o Tricolor baiano inaugurou o placar aos 28 minutos. Helder arriscou de longe, Felipe não conseguiu segurar e deu rebote, aproveitado com perfeição por Fernandão: 1 a 0 para a equipe baiana.

Atrás no marcador, o Flamengo saiu mais para o jogo, porém, sem muita objetividade. Acabou dando mais espaço para o adversário, que por pouco não fez o segundo gol aos 38 minutos da etapa inicial, quando novamente Fernandão cabeceou e Felipe fez milagre para salvar o Rubro-Negro.

No último lance antes do intervalo, aos 46 minutos, o Bahia chegou ao segundo gol com polêmica por parte da arbitragem. Marquinhos cobrou falta da direita, Felipe espalmou e Wallyson estufou as redes. Entretanto, o auxiliar Rosnei Hoffmann Scherer levantou a bandeira alegando impedimento de Rafael Donato, que participou da jogada, mas Heber Roberto Lopes decidiu por validar o lance, o que provocou revolta de todos os jogadores do Flamengo.


Jogadores do Fla reclamaram da atuação da arbitragem (Foto: Romildo Jesus/LANCE!Press)

BAHIA MASSACRA O FLAMENGO

No segundo tempo, o Bahia continuou apertando o Flamengo nos primeiros momentos. Aos 18, chegou a marcar o terceiro gol com Rafael Donato, mas a arbitragem assinalou impedimento corretamente.

A melhor chance do Flamengo aconteceu aos 24 minutos. O atacante Marcelo Moreno ficou cara a cara com o goleiro Marcelo Lomba, arriscou no canto esquerdo, mas o arqueiro espalmou a bola, que bateu na trave, antes de o próprio goleiro defender de forma definitiva.


Moreno pouco conseguiu ameaçar o gol do Bahia (Foto: Romildo Jesus/LANCE!Press)

De tanto pressionar, o Bahia chegou ao terceiro gol aos 32 minutos da etapa final. Raul arriscou, a bola sobrou para Marquinhos Gabriel, que não desperdiçou a oportunidade, sem chances de defesa para Felipe. A partir daí, o Flamengo começou a apenas observar e pensar na próxima partida, enquanto o Bahia comemorou muito com a sua torcida a conquista da vice-liderança do Brasileirão.

FICHA TÉCNICA
BAHIA 3 X 0 FLAMENGO

Local: Arena Fonte Nova, Salvador (BA)
Data-Hora: 31/7/2013 - 21h50 (de Brasília)
Árbitro: Heber Roberto Lopes (SC)
Auxiliares: Carlos Berkenbrock (SC) e Rosnei Hoffmann Scherer (SC)
Cartão amarelo: Felipe (FLA)
Cartão vermelho: -
Renda/público: R$ 1.131.520,00 / 26.033 pagantes

GOLS: Fernandão, 28'/1T (1-0), Wallyson, 46'/1T (2-0) e Marquinhos, 32'/2T (3-0)

BAHIA: Marcelo Lomba, Madson, Titi, Rafael Donato e Raul; Fahel (Diones, 43'/2T), Rafael Miranda, Helder e Marquinhos; Wallyson (Anderson Talisca, 26'/2T) e Fernandão (Souza, 35'/2T). Técnico: Cristóvão Borges

FLAMENGO: Felipe, Léo Moura, Wallace, González e João Paulo; Luiz Antonio, Elias, Paulinho (Fernando, intervalo), Adryan (Bruninho, 26'/2T) e Carlos Eduardo (Gabriel, intervalo); Marcelo Moreno. Técnico: Mano Menezes

Após 13 anos sem vencer o Flamengo em Salvador (equivalente há quatro jogos), o Bahia saiu vitorioso por 3 a 0 no duelo realizado na noite desta quarta-feira, na Arena Fonte Nova. O jogo também foi marcado por polêmica envolvendo a arbitragem, no momento do segundo gol baiano. O resultado deixou o Bahia na vice-liderança, com 19 pontos, enquanto o Flamengo parou nos dez pontos e entrou na zona de rebaixamento, ocupando o amargo 17º lugar.

O Bahia volta a campo pelo Campeonato Brasileiro na próxima quarta-feira, diante do Atlético-PR, no Estádio Durival Britto, em Curitiba, às 21h. Por sua vez, o Flamengo recebe neste domingo o Atlético-MG no Mané Garrincha, em Brasília, às 16h.

PRIMEIRO TEMPO DE POLÊMICA

A partida começou com as duas equipes se estudando muito. As jogadas de ambos os times ficaram concentradas no meio do campo, com vários erros de passe e lançamentos por parte dos jogadores.

O primeiro lance de perigo aconteceu aos 11 minutos do primeiro tempo. Após cobrança de escanteio, Fernandão subiu mais alto e quase abriu o marcador para o Bahia, obrigando o goleiro Felipe a fazer uma grande defesa.


Felipe faz grande defesa e salva o Flamengo (Foto: Romildo Jesus/LANCE!Press)

Mais ofensivo com o passar do tempo, o Tricolor baiano inaugurou o placar aos 28 minutos. Helder arriscou de longe, Felipe não conseguiu segurar e deu rebote, aproveitado com perfeição por Fernandão: 1 a 0 para a equipe baiana.

Atrás no marcador, o Flamengo saiu mais para o jogo, porém, sem muita objetividade. Acabou dando mais espaço para o adversário, que por pouco não fez o segundo gol aos 38 minutos da etapa inicial, quando novamente Fernandão cabeceou e Felipe fez milagre para salvar o Rubro-Negro.

No último lance antes do intervalo, aos 46 minutos, o Bahia chegou ao segundo gol com polêmica por parte da arbitragem. Marquinhos cobrou falta da direita, Felipe espalmou e Wallyson estufou as redes. Entretanto, o auxiliar Rosnei Hoffmann Scherer levantou a bandeira alegando impedimento de Rafael Donato, que participou da jogada, mas Heber Roberto Lopes decidiu por validar o lance, o que provocou revolta de todos os jogadores do Flamengo.


Jogadores do Fla reclamaram da atuação da arbitragem (Foto: Romildo Jesus/LANCE!Press)

BAHIA MASSACRA O FLAMENGO

No segundo tempo, o Bahia continuou apertando o Flamengo nos primeiros momentos. Aos 18, chegou a marcar o terceiro gol com Rafael Donato, mas a arbitragem assinalou impedimento corretamente.

A melhor chance do Flamengo aconteceu aos 24 minutos. O atacante Marcelo Moreno ficou cara a cara com o goleiro Marcelo Lomba, arriscou no canto esquerdo, mas o arqueiro espalmou a bola, que bateu na trave, antes de o próprio goleiro defender de forma definitiva.


Moreno pouco conseguiu ameaçar o gol do Bahia (Foto: Romildo Jesus/LANCE!Press)

De tanto pressionar, o Bahia chegou ao terceiro gol aos 32 minutos da etapa final. Raul arriscou, a bola sobrou para Marquinhos Gabriel, que não desperdiçou a oportunidade, sem chances de defesa para Felipe. A partir daí, o Flamengo começou a apenas observar e pensar na próxima partida, enquanto o Bahia comemorou muito com a sua torcida a conquista da vice-liderança do Brasileirão.

FICHA TÉCNICA
BAHIA 3 X 0 FLAMENGO

Local: Arena Fonte Nova, Salvador (BA)
Data-Hora: 31/7/2013 - 21h50 (de Brasília)
Árbitro: Heber Roberto Lopes (SC)
Auxiliares: Carlos Berkenbrock (SC) e Rosnei Hoffmann Scherer (SC)
Cartão amarelo: Felipe (FLA)
Cartão vermelho: -
Renda/público: R$ 1.131.520,00 / 26.033 pagantes

GOLS: Fernandão, 28'/1T (1-0), Wallyson, 46'/1T (2-0) e Marquinhos, 32'/2T (3-0)

BAHIA: Marcelo Lomba, Madson, Titi, Rafael Donato e Raul; Fahel (Diones, 43'/2T), Rafael Miranda, Helder e Marquinhos; Wallyson (Anderson Talisca, 26'/2T) e Fernandão (Souza, 35'/2T). Técnico: Cristóvão Borges

FLAMENGO: Felipe, Léo Moura, Wallace, González e João Paulo; Luiz Antonio, Elias, Paulinho (Fernando, intervalo), Adryan (Bruninho, 26'/2T) e Carlos Eduardo (Gabriel, intervalo); Marcelo Moreno. Técnico: Mano Menezes