icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
13/04/2014
17:57

Pode comemorar, torcedor tricolor! O Bahia empatou em 2 a 2 com o Vitória neste domingo, jogando em Pituaçu, e levanta a taça do Campeonato Baiano. O Esquadrão já havia saído triunfante na partida de ida, na Arena Fonte Nova, por 2 a 0.  O título coroa o bom início de trabalho do treinador Marquinhos Santos em Salvador. Antes mesmo do final do primeiro tempo, torcedores do Rubro-Negro, desiludidos com a participação do time, já deixavam o estádio.

Quem esperava um Bahia cauteloso e fechado, enganou-se. O time lançou-se à frente e teve mais oportunidades que o arquirrival no primeiro tempo. Aos 20 minutos, falta pelo lado direito. Talisca alçou na área e Fahel testou para as redes adversárias. O gol só fez aumentar a apreensão do Vitória na partida. Nervosos, os jogadores do Leão erravam muito.

O torcedor tricolor já dançava o "lepo-lepo" nas arquibancadas, quando Rhayner descolou belo lançamento para Lincoln, aos 42. Cara a cara com Wilson, o jogador do Esquadrão esbanjou frieza para ampliar o placar. Ao som dos gritos de olé e em vista da completa desilusão da torcida do Leão, o árbitro Péricles Bassols encerrou a primeira etapa.

Nos 45 minutos finais, o Vitória entrou com uma postura diferente. No tudo ou nada, o Leão conseguiu diminuir o placar aos 13 minutos. Diego Macedo botou a mão na bola dentro da área. Pênalti que Juan cobrou para acender as esperanças do torcedor rubro-negro mais otimista. Mas quatro minutos depois, elas arrefeceram quando o zagueiro Matheus Salustiano foi mandado para o chuveiro mais cedo em expulsão anunciada.

Se há um mérito a destacar ao Vitória, é que a equipe nunca desistiu. Mesmo com todas as adversidades, buscou o empate aos 28 minutos, através do lateral Ayrton. Entretanto, não foi o suficiente. No fim, o Tricolor comemorou o título.