icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
17/11/2013
21:23

O Bahia penou, mas conseguiu sair da zona de rebaixamento. O Tricolor baiano teve muita dificuldade para criar, mas conseguiu - graças a uma cabeçada de Fernandão - derrotar o lanterna Náutico por 1 a 0, neste domingo, na Itaipava Arena Pernambuco, pela 35ª rodada do Brasileirão.

O resultado fez o Bahia chegar aos 42 pontos, empurrando para a zona da degola o Coritiba, que perdeu no sábado para o Criciúma. Na próxima rodada, o Bahia recebe a Portuguesa, em um confronto direto para fugir da degola. Já o Náutico visita o Atlético-PR.

No primeiro tempo, o meio-campo do Bahia parecia que estava morrendo de vontade de voltar a Salvador para ficar deitado em uma rede, bebendo água de coco. Quanta preguiça! Time parado, sem se apresentar para sair jogando, dificultando a vida dos zagueiros - que tiveram de abusar dos chutões - e dos atacantes, que quase não receberam bolas.

O mesmo valeu para os laterais. Nada de ultrapassagens e jogadas pela linha de fundo. Foi a vida que a defesa do Náutico pediu aos céus. E tome rebatida, bico para frente. A estratégia? Quem sabe algum dos homens de frente pudesse dominar e partir em contra-ataque. Mas como a qualidade técnica não é o forte do já rebaixado time pernambucano, nada feito.

Wallyson foi o mais lúcido, tentando sozinho jogadas de velocidade e sendo, através das bolas paradas, a única forma de levar perigo ao gol de Ricardo Berna. Em uma dessas ocasiões, ele chegou a acertar o travessão.

A ligeira melhora do Bahia na primeira metade segundo tempo ainda não foi suficiente para que o gol viesse. William Barbio deu mais ofensividade ao time pelos lados do campo, mas o problema nas finalizações e passes continuaram. O Náutico ficou ainda mais encolhido, as tentativas de contra-ataque ficaram ainda mais escassas.

Souza também foi a campo, na tentativa de Cristóvão de levar mais perigo na bola alta. A pressão baiana se intensificou nos dez minutos finais, e foi justamente pelo alto que o gol do alívio tricolor saiu. Raul fez ótimo cruzamento e Fernandão não desperdiçou a oportunidade, já aos 37 minutos da etapa final.

Ufa! Ao Bahia, só coube não dar bobeira, manter o resultado e sair da zona de rebaixamento.

NÁUTICO 0 X 1 BAHIA
Local: Itaipava Arena Pernambuco, em Recife (PE)
Data/Hora: 17/11/2013, às 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Elmo Alves Resende Cunha (GO)
Auxiliares: Jesmar Benedito Miranda de Paula (GO) e Bruno Raphael Pires
Cartões amarelos: Leandro Amaro (NAU); Madson, Rafael Miranda, Souza (BAH)
Gols: Fenandão, 37'/2ºT (0-1)
Renda/Público: R$ 50.385,00/ 2.721 pagantes

NÁUTICO: Ricardo Berna; Diego (Derley, 38'/2ºT), William Alves e Leandro Amaro; Maranhão, Elicarlos, Gustavo Henrique, Tiago Real e Bruno Collaço; Rogério (Morales, 29'/2ºT) e João Paulo (Saullo, 11'/2ºT). Técnico: Marcelo Martelotte

BAHIA: Marcelo Lomba; Madson (William Barbio, intervalo), Demerson, Titi e Raul; Rafael Miranda, Feijão, Helder (Talisca, 33'/2ºT) e Marquinhos (Souza, 11'/2ºT); Fernandão e Wallyson. Técnico: Cristóvão Borges