icons.title signature.placeholder Felipe Bolguese
09/06/2014
13:34

A seleção da Alemanha acredita na presença do melhor jogador do mundo no duelo de estreia na Copa do Mundo diante de Portugal, no próximo dia 16, em Salvador. Em entrevista coletiva nesta segunda-feira, Hans-Dieter Flick, auxiliar do técnico Joachim Löw, afirmou que trabalha sua equipe para enfrentar Cristiano Ronaldo no confronto e mostrou-se preocupado com ele.

- Nós acreditamos que Cristiano Ronaldo vá jogar. Não é à toa que ele foi escolhido como o melhor do mundo. Ele pode decidir um jogo sozinho. Acho que a seleção de Portugal estaria preparada para jogar sem ele, mas acho pouco provável ele não estar em campo. Portugal será um grande adversário, temos um grande respeito por eles, mas sabemos nossos pontos fortes. Temos autoconfiança. Todos sabem que o primeiro jogo de uma Copa pode fazer ou desfazer uma equipe. Estamos com pensamento positivo em relação ao primeiro jogo - afirmou Flick.

Na reta final da Liga dos Campeões, Cristiano Ronaldo conviveu com uma lesão na coxa esquerda e uma inflamação no joelho esquerdo. Ainda assim, ele esteve em campo na decisão e marcou um dos gols da vitória por 4 a 1 do Real Madrid sobre o rival Atletico de Madrid.

Na preparação portuguesa para a Copa, o craque ficou fora do amistoso diante do México, na última sexta-feira, mas deve atuar no amistoso contra a Irlanda, nesta terça-feira à noite, em New Jersey (EUA).

Tanto por alemães e portugueses, o duelo é considerado chave para a liderança do Grupo G da Copa, além de o fato de que, quem perder, entrará pressionado na rodada seguinte, até mesmo com risco de eliminação - a Alemanha enfrenta Gana, enquanto Portugal joga contra os Estados Unidos.

Ausência de Reus

Enquanto Portugal se anima com a provável volta de Ronaldo, os alemães lamentam o corte do meia Marco Reus, que rompeu os ligamentos do tornozelo esquerdo no amistoso diante da Armênia, na última sexta. O jogador, eleito o melhor da última temporada da Bundesliga, pelo Borussia Dortmund (ALE), era uma das esperanças da seleção para esta Copa.

O diretor-técnico Oliver Bierhoff não acredita que o grupo tenha se abalado com a perda de Reus.

- Não acredito que a equipe tenha ficado chocada. Todos são profissionais, eu não diria que eles são tão sensíveis assim. Alguns são mais próximos a Reus, logicamente estão decepcionados por ele, mas ao mesmo tempo são capazes de se concentrarem e não ficarem pensando nisso. Estamos tristes por ele, mas isso não vai nos influenciar negativamente - afirmou o ex-atacante.

Se não pode contar com Reus, por outro lado o técnico Joachim Löw deve ganhar a volta do goleiro Manuel Neuer, recuperado de uma lesão no ombro direito. O lateral Phillipe Lahm e o volante Bastien Schweinsteiger, que recuperavam-se de lesões antes da Copa, também já estão 100% para o Mundial.