icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
06/04/2014
19:02

Satisfeito com o comportamento da equipe atleticana diante do Cruzeiro, no clássico deste domingo, que terminou empatado por 0 a 0, o técnico Paulo Autuori avaliou o primeiro jogo da final mineira no Independência. Para o comandante do Galo, o time fez um jogo para sair vencedor, mas pecou em pelo menos duas ocasiões em que poderia balançar as redes.

- A equipe tem que se superar mesmo, não tivemos alguns jogadores, mas no geral a equipe se portou bem, não só na entrega, mas na organização, sem dar chances ao Cruzeiro, evitando os cruzamentos de fora, estando atento às bolas paradas. A equipe fez um jogo normal para ganhar o clássico. Tivemos chances, nada de grandes chances em termos de volume, mas duas chances que fomos infelizes - comentou o treinador, referindo-se às oportunidades perdidas por Marion e Diego Tardelli.

Escalado às vésperas da partida, o garoto Marion foi um dos elogiados pelo treinador. Assim como o lateral Alex e o atacante Carlos, o meia é cria da base atleticana e se destacou no maior clássico de Minas, apesar da pouca idade.

- Levando em consideração que não pudemos utilizar jogadores que vínhamos usando, vale ressaltar que o Alex, o Marion, o Carlos, são jogadores inexperientes, novos, sem experiência de jogos seguidos, com Libertadores. Isso vai ser importante. Achei que fizemos um bom jogo e com condições de ganhar a partida - acrescentou, antes de completar:

- Gostei do Marion, ele sentiu logo (após o gol perdido) e depois recuperou-se. São jogadores que não têm um lastro para fazer jogos de Libertadores e uma decisão logo em seguida. Isso tem que ser levado em conta e eu estou plenamente satisfeito com o trabalho que os garotos estão fazendo.

Tudo igual! Atlético e Cruzeiro empatam no Independência