icons.title signature.placeholder Bruno Rodrigues e Guilherme Palenzuela
icons.title signature.placeholder Bruno Rodrigues e Guilherme Palenzuela
15/07/2013
19:19

Negociado com o Olympique de Marseille, Paulo Miranda recebeu de última hora o pedido do técnico Paulo Autuori para permanecer no São Paulo. O jogador chegou a um acordo para se transferir ao clube francês há cerca de duas semanas, quando Ney Franco ainda estava no comando, em negócio que valeria 4,5 milhões de euros (R$ 13,3 milhões) e renderia R$ 2,7 milhões ao São Paulo. Agora, as partes se reúnem para definir o destino.

O que motivou o pedido do novo treinador pela permanência do atleta foi a provável saída do companheiro de posição Rhodolfo, que tem negociação já avançada para jogar o segundo semestre no Grêmio. Na tarde desta segunda-feira, Paulo Miranda se reuniu com seus representantes e a diretoria do São Paulo no CT da Barra Funda, e ouviu pela primeira vez, desde que se acertou com o clube francês, que poderia conseguir um novo acordo para permanecer no Morumbi.

Antes de definir a chegada de Paulo Autuori, a diretoria do São Paulo deu o aval para a saída de Paulo Miranda. O jogador, seus representantes e membros da diretoria de futebol se reuniram para definir os valores e autorizarem a transferência para o Olympique de Marseille. O São Paulo detém apenas 20% dos direitos econômicos do atleta, como direito de vitrine. Os outros 80% pertencem à Unique, empresa que gerencia a carreira do defensor.

O futuro de Paulo Miranda será definido nos próximos dias. Atualmente, ele tem contrato com o São Paulo até o fim de 2014 e recebe um dos menores salários do elenco. A proposta do Olympique de Marseille aumenta em quatro vezes os vencimentos do jogador no Morumbi, e também lhe dá valor elevado em luvas de contrato. Para convencer o atleta a permanecer, a diretoria tricolor terá de fazer uma nova oferta contratual melhor do que a do clube francês. Para a posição, o clube ainda conta com Lúcio, Rafael Toloi e Edson Silva, além dos jovens Diego e Lucão. Paulo Miranda se recupera de uma cirurgia na mão esquerda e tem feito trabalhos mais leves durante os treinos.

Negociado com o Olympique de Marseille, Paulo Miranda recebeu de última hora o pedido do técnico Paulo Autuori para permanecer no São Paulo. O jogador chegou a um acordo para se transferir ao clube francês há cerca de duas semanas, quando Ney Franco ainda estava no comando, em negócio que valeria 4,5 milhões de euros (R$ 13,3 milhões) e renderia R$ 2,7 milhões ao São Paulo. Agora, as partes se reúnem para definir o destino.

O que motivou o pedido do novo treinador pela permanência do atleta foi a provável saída do companheiro de posição Rhodolfo, que tem negociação já avançada para jogar o segundo semestre no Grêmio. Na tarde desta segunda-feira, Paulo Miranda se reuniu com seus representantes e a diretoria do São Paulo no CT da Barra Funda, e ouviu pela primeira vez, desde que se acertou com o clube francês, que poderia conseguir um novo acordo para permanecer no Morumbi.

Antes de definir a chegada de Paulo Autuori, a diretoria do São Paulo deu o aval para a saída de Paulo Miranda. O jogador, seus representantes e membros da diretoria de futebol se reuniram para definir os valores e autorizarem a transferência para o Olympique de Marseille. O São Paulo detém apenas 20% dos direitos econômicos do atleta, como direito de vitrine. Os outros 80% pertencem à Unique, empresa que gerencia a carreira do defensor.

O futuro de Paulo Miranda será definido nos próximos dias. Atualmente, ele tem contrato com o São Paulo até o fim de 2014 e recebe um dos menores salários do elenco. A proposta do Olympique de Marseille aumenta em quatro vezes os vencimentos do jogador no Morumbi, e também lhe dá valor elevado em luvas de contrato. Para convencer o atleta a permanecer, a diretoria tricolor terá de fazer uma nova oferta contratual melhor do que a do clube francês. Para a posição, o clube ainda conta com Lúcio, Rafael Toloi e Edson Silva, além dos jovens Diego e Lucão. Paulo Miranda se recupera de uma cirurgia na mão esquerda e tem feito trabalhos mais leves durante os treinos.