icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
24/03/2014
14:05

Nem tudo foi perfeito para o treinador do Atlético-MG, Paulo Autuori. Apesar da vantagem estabelecida no primeiro jogo da semifinal mineira, após vencer o América-MG por 4 a 1 no último domingo, o treinador chamou a atenção para a acomodação do time alvinegro no segundo tempo, principalmente para o gol do Coelho, marcado aos 40 minutos por Tchô.

- Quando se ganha querem fazer algo que não passa de boa vitória. Quando perde cai o pau. No intervalo do jogo pedi equilíbrio para os jogadores, não tomar gol é importante. Não gostei da equipe proporcionar a oportunidade da equipe sofrer o gol - comentou o técnico do Galo, referindo-se à postura do time que tirou o pé no freio no segundo tempo, já após estar vencendo por 4 a 0.

Apesar do puxão de orelha, Autuori aprovou a vitória e valorizou o espírito de equipe, que apesar de alguns desfalques mostrou um bom futebol e convenceu o torcedor no Independência.

- Gostaria de parabenizar os jogadores, não é um jogo fácil, mas se tornou menos difícil. Tem a ver com o que falamos sempre, temos um grupo, todos estão bem. Sempre vamos precisar de jogadores, a campanha é árdua, difícil - acrescentou.

Na partida contra o América-MG, Neto Berola e Guilherme foram dois eventuais reservas de Autuori que se destacaram na partida. O velocista entrou no lugar do lesionado Fernandinho, e Guilherme ficou com o lugar de Ronaldinho, vetado com dores no joelho. Além do gol, Berola também participou ativamente de outros dois tentos do Atlético. Um deles, Guilherme aproveitou o pênalti e também deixou sua marca.