icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
19/07/2013
20:23

O técnico Paulo Autuori afirmou, na tarde desta sexta-feira, que o diretor de futebol do São Paulo, Adalberto Baptista, se reuniu com o restante do elenco antes do treino começar para conversar com os jogadores, no CT da Barra Funda. Um dia antes, o dirigente havia se envolvido em uma polêmica com um dos ídolos do clube, o goleiro Rogério Ceni.

Após a derrota por 2 a 0 para o Corinthians, pelo jogo de volta da Recopa Sul-Americana, o camisa 1 do Tricolor disse que o clube havia "parado do tempo". Na quinta-feira, Adalberto Baptista concedeu uma entrevista coletiva, em um dos campos do CT da Barra Funda, rebateu a declaração e ainda afirmou que o goleiro apresenta deficiência na reposição de bola por conta de uma lesão no pé direito. A declaração aumentou ainda mais a turbulência na equipe do Morumbi, que não vence há nove partidas - são sete derrotas e dois empates nesse período.

- Houve uma conversa antes do treino, do Adalberto com os jogadores. O assunto foi resolvido. Não tem outra maneira de resolver as coisas a não ser no lugar certo, com as pessoas certas e no momento certo. Acho que isso foi respeitado. É assunto encerrado - declarou o treinador, durante entrevista coletiva, nesta sexta-feira.

O goleiro Rogério Ceni afirmou que não sente dores no pé direito e que a sua declaração foi um alerta à instituição. Na visão de Paulo Autuori, o goleiro não tem deficiência técnica.

- Uma cena que ilustra bem: o gol que ele fez contra o Vitória. Não preciso dizer mais nada - completou.

Em crise, o São Paulo busca a recuperação neste sábado, diante do Cruzeiro, pela oitava rodada do Campeonato Brasileiro. O clube do Morumbi figura na 14ª posição, com oito pontos, enquanto a Raposa é a quarta colocada, com 12 pontos conquistados.


O técnico Paulo Autuori afirmou, na tarde desta sexta-feira, que o diretor de futebol do São Paulo, Adalberto Baptista, se reuniu com o restante do elenco antes do treino começar para conversar com os jogadores, no CT da Barra Funda. Um dia antes, o dirigente havia se envolvido em uma polêmica com um dos ídolos do clube, o goleiro Rogério Ceni.

Após a derrota por 2 a 0 para o Corinthians, pelo jogo de volta da Recopa Sul-Americana, o camisa 1 do Tricolor disse que o clube havia "parado do tempo". Na quinta-feira, Adalberto Baptista concedeu uma entrevista coletiva, em um dos campos do CT da Barra Funda, rebateu a declaração e ainda afirmou que o goleiro apresenta deficiência na reposição de bola por conta de uma lesão no pé direito. A declaração aumentou ainda mais a turbulência na equipe do Morumbi, que não vence há nove partidas - são sete derrotas e dois empates nesse período.

- Houve uma conversa antes do treino, do Adalberto com os jogadores. O assunto foi resolvido. Não tem outra maneira de resolver as coisas a não ser no lugar certo, com as pessoas certas e no momento certo. Acho que isso foi respeitado. É assunto encerrado - declarou o treinador, durante entrevista coletiva, nesta sexta-feira.

O goleiro Rogério Ceni afirmou que não sente dores no pé direito e que a sua declaração foi um alerta à instituição. Na visão de Paulo Autuori, o goleiro não tem deficiência técnica.

- Uma cena que ilustra bem: o gol que ele fez contra o Vitória. Não preciso dizer mais nada - completou.

Em crise, o São Paulo busca a recuperação neste sábado, diante do Cruzeiro, pela oitava rodada do Campeonato Brasileiro. O clube do Morumbi figura na 14ª posição, com oito pontos, enquanto a Raposa é a quarta colocada, com 12 pontos conquistados.