icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
24/04/2014
00:56

No jogo de ida das oitavas de final da Copa Libertadores, o Atlético-MG saiu perdendo para o Atlético Nacional por 1 a 0. O resultado exige um triunfo do Galo por dois ou mais gols de diferença na partida de volta, na próxima quinta-feira, no Estádio Independência, para avançar direto à próxima fase. Vitória por 1 a 0 leva a decisão para os pênaltis. Após o revés, Paulo Autuori avaliou a situação de seus comandados e projetou o duelo da semana seguinte.

O treinador aponta os erros cometidos pela equipe, mas crê na capacidade de superação do elenco alvinegro, testada na fase final da edição passada do torneio.

– Representa que jogamos fora, tentando não perder e ganhar o jogo. Falhamos. Vamos ter que virar esse resultado. Nada nos dá garantia disso a não ser uma boa atuação. Não é pensar em repetir história, porque não existe isso. A equipe é forte lá e tem condições de se classificar. Temos que fazer os gols, o que não conseguimos nos últimos jogos – declarou.

O treinador ainda explicou a opção pela entrada de Réver, recuperado de contusão, o que forçou o deslocamento de Otamendi para a lateral direita, função a qual o zagueiro exerceu com as cores do Porto (POR) e da Seleção Argentina.

– Tínhamos um atleta com experiência como o Réver. Não era novidade para o Otamendi jogar na lateral direita. O problema foi não termos a bola. Gerou um desgaste muito grande, em função de jogos e deslocamentos como o nosso. Criamos poucas oportunidades e tivemos poucas vezes no campo adversário. Vamos conversar – concluiu.