icons.title signature.placeholder Alexandre Araújo e Aurino Leite
20/03/2014
07:00

   
Eurico na mira

Não foi um mero acaso que José Henrique Macedo Serra entrou com uma ação para adiar a reunião da Junta Deliberativa, algo que interessava diretamente Eurico Miranda, presidente do Conselho de Beneméritos e candidato ao cargo máximo do clube este ano. Mas o que teria José Henrique Macedo Serra a ver com Eurico Miranda?

Henrique Serra é professor do CAIC 1003 Dona Darcy Vargas, em Belford Roxo, na Baixada Fluminense, e também funcionário da LabPop, de propriedade de Mário Pereira Marques Neto (ou Mário Marques), empresa que faz o marketing político de Eurico Miranda.

Conforme mostrou o LANCE!Net na última quarta-feira, Henrique Serra foi o autor do processo na 1ª Vara Cível contra o Cruz-Maltino e Olavo Egydio Monteiro de Carvalho, que tinha a intenção de, através de uma liminar, fazer com que o encontro dos membros da Junta – presidentes dos cinco poderes do clube – não acontecesse na última segunda-feira.

Por várias vezes, Eurico disse que essa reunião seria uma tentativa de golpe. O temor maior do ex-presidente era de que a reunião desse início ao processo eleitoral e a lista de sócios votantes fosse discutida, o que poderia atrapalhar a participação dos supostos "mensaleiros" na eleição, que, aliás, ainda não tem data definida.

Tanto Henrique Serra quanto Mário Marques são diretamente ligados a Eurico. Ambos, por exemplo, foram colaboradores na biografia do ex-mandatário vascaíno, "Eurico Miranda: Todos contra ele", editada pela MPM Neto editora. Além disso, eles participam ativamente do Casaca, grupo político que defende acirradamente a volta de Eurico à presidência do Cruz-Maltino.

E MAIS
- Débito em relação a certidões pode deixar o Vasco sem patrocinador

RESENHA DA COLINA
- 'Já que eles se dizem vascaínos, ajudem o clube'

Em ditado popular, costuma-se afirmar que "nada é por acaso". Durante a campanha eleitoral, pelo menos, tal filosofia parece ser verdade.

Henrique Serra usa ironia em rede social

José Henrique Macedo Serra utilizou de ironia em uma rede social ao citar uma chapa concorrente e a matéria publicada pelo LANCE!Net na última quarta-feira. A  Cruzada Vascaína colocou no site da chapa, ainda durante a manhã, uma nota mencionando a matéria "Só fez fumaça".

Porém, antes de colocar o texto do LANCE!Net, utilizou a seguinte frase: "Usando uma prática costumeira do MUV e do Casaca, um 'LARANJA' entrou na justiça tentando cancelar a reunião da Junta da Assembléia Geral que aconteceu na última segunda-feira...".

Algumas horas depois, Henrique Serra publicou no Facebook, em um grupo de apoiadores a Eurico, uma mensagem provocativa à chapa rival: "Gostaria de saber, qual dos frouxos da cruzada vascaína quer conhecer o laranja?".


Eurico tenta voltar à presidência do Vasco (Foto: Bruno de Lima/ LANCE!Press)

A publicação no grupo recebeu, imediatamente, inúmeros comentários apoiando Eurico Miranda e debochando da oposição, acusando, inclusive, de defender o presidente Roberto Dinamite. 

LANCE!Net explica: 'Mensaleiros'

Em abril de 2013, uma associação em massa chamou a atenção. Mais de 3 mil pessoas se vincularam ao clube, média muito superior à que vinha sendo registrada. Houve a denúncia de que estes sócios estariam sendo financiados, sendo chamados de "mensaleiros".

Os passos do ex-presidente em 2014

Candidato
Eurico lançou a candidatura no início deste ano. Com um marketing envolvido, o ex-presidente passou a utilizar a tecnologia e as redes sociais para se comunicar com os eleitores.    

Aparição nos jogos
O ex-mandatário passou a ser figura fácil nas partidas do Vasco, tanto em São Januário quanto em partidas fora de casa neste Campeonato Carioca.

Golpe e ameaça
Casaca, grupo que defende a volta de Eurico, passou a considerar a reunião da Junta Deliberativa um golpe. Eurico chegou a ameaçar opositores na social de São Januário e afirmou que quem concordasse com tal golpe seria ceifado do Vasco se ele retornasse ao cargo máximo do clube.

Última jogada
Uma ação no domingo à noite foi a última cartada para que o encontro dos membros da Junta Deliberativa não acontecesse na data marcada, mas com o pedido de adiamento indeferido, a ação foi em vão.

Peralta é a favor do 'mensalão'

O vice-presidente geral do Vasco, Antonio Peralta, não demonstra incômodo com a participação dos "mensaleiros" na eleição deste ano. Em recente entrevista, ele disse que a prática não fere a legalidade do clube.

– São sócios frutos de um interesse maior, mas não está ilegal. A gente tem que ser justo, cortar na carne. Usaram o estatuto para fazer isso. Não adianta buscar situações. Tem que haver um critério de justiça. Se está pago, está pago – disse, ao jornal 'Extra'.

Aliás, o L!Net já havia mostrado que um acordo estaria sendo costurado entre Dinamite e Eurico sobre os "mensaleiros". E o tal acordo também envolvia a aprovação do balanço financeiro de 2012, que teve parecer negativo do Conselho Fiscal.