icons.title signature.placeholder RADAR/LANCEPRESS!
03/02/2015
22:35

Mesmo na Arena Minas, casa do adversário, o Sesi-SP conseguiu o resultado positivo e, nesta terça-feira, garantiu a quarta vitória consecutiva nesta oitava rodada do returno da Superliga masculina de vôlei. O time da capital paulista venceu o Minas Tênis Clube (MG), em Belo Horizonte, Minas Gerais, por 3 sets a 2 (25/21, 25/19, 23/25, 34/36 e 15/9), em 2h42 de partida.

Com atuação destacada depois de grandes defesas, o líbero do Sesi-SP, Serginho, foi eleito o melhor do jogo e saiu de quadra com o Troféu VivaVôlei em mãos.

- Jogar aqui, contra o Minas, é sempre muito difícil. O Nery conhece muito bem o Sesi-SP, trabalhou lá com a gente e o que posso dizer é que jogar com uma equipe de tradição é sempre bom. Estávamos bem, vencendo por 2 a 0, mas contra uma equipe como essa, se não conseguiu matar o jogo logo de cara, acontece isso. - comentou Serginho.

Apesar de elogiar o adversário, o experiente líbero também destacou a maturidade de sua equipe, especialmente no set decisivo.

- Fizemos um tie break bom e valeu pelos dois pontos. Fiz uma boa partida de defesa, mas, no geral, valeu mais pelo 3 a 2 e por termos conseguido uma vitoria aqui na casa do adversário. - disse Serginho.

Seu companheiro de equipe, o ponteiro Lucarelli também se destacou nesta noite e foi o maior pontuador do confronto, com 22 acertos.

Na próxima rodada, o Sesi-SP volta a jogar em casa, onde receberá o Brasil Kirin no sábado, às 18h, no ginásio da Vila Leopoldina, em São Paulo (SP). O Minas terá pela frente o clássico mineiro contra o Cruzeiro, que também vai ser no sábado, às 17h, no ginásio do Riacho, em Contagem, Minas Gerais, casa dos cruzeirenses.

SESI VENCE FORA DE CASA

O Sesi-SP começou o jogo com um ritmo forte e, quando fez 3/0, Nery Tambeiro pediu tempo. O Minas passou a pontuar, mas o time paulista manteve a vantagem no set: 6/4. No primeiro tempo técnico, o Sesi-SP fez 8/6. Contando com erros do adversário, a equipe da casa chegou ao empate em 9/9. No mesmo ritmo, ganhando pontos de graça, o Minas assumiu o comando do placar (11/10). O grupo mineiro abriu dois em 15/13. Com o ponteiro Mão, que entrou na inversão, o Sesi-SP deixou tudo igual em 16 pontos e, no contra-ataque de Lucarelli, 17/16. No bloqueio de João Rafael, o Minas chegou a mais um empate em 19/19. A reta final do site foi bastante disputada e com os dois times acionando bem os centrais, o placar esteve igual em 21/21. Depois, em boa passagem de Lucão pelo saque, o Sesi-SP fechou em 25/21.

As duas equipes estiveram empatadas em 2/2 no início do segundo set. No bloqueio de Lucão, o Sesi-SP fez 4/2. A vantagem do time paulista se manteve em dois pontos no tempo técnico (8/6). Aproveitando melhor o ataque, o Sesi-SP fez 12/9 e Nery Tambeiro parou o jogo. Com a defesa funcionando bem e com o oposto Rafael em bom momento, a equipe visitante aumentou a diferença para 14/9. O Sesi-SP seguiu no domínio do placar e, na segunda parada técnica, fez 16/12. Depois de uma bola bastante disputada, o Minas pontuou com Escobar e reduziu a vantagem para 20/17. Mas o Sesi-SP não permitiu a reação e fechou em 25/19.

Assim como o set anterior, o terceiro teve um começo equilibrado (2/2). Com Riad, o Sesi-SP abriu dois de diferença após uma bola disputada e fez 5/3. O Minas, então, que estava com três alterações, com Franco, Pétrus e Samuel em quadra, buscou, empatou e virou o jogo em 8/7. O set ganhou equilíbrio e os times empataram em 12/12. No segundo tempo técnico, o Minas tinha dois de vantagem: 16/14. No erro do adversário, o time da casa fez 18/14. Neste momento, Pacheco pediu tempo. O Sesi-SP conseguiu encostar em 18/17 e, depois, em 20/19. Na sequência, empate em 22/22 deixou o final do set disputado. No final, melhor para o Minas: 25/23.

Nos erros do time paulista, o Minas fez 3/0 e forçou Marcos Pacheco a pedir tempo logo no começo da quarta parcial. O Sesi-SP encostou no placar em 6/5 e Nery Tambeiro pediu tempo. O time visitante passou a frente em 8/7 e, depois, no erro do adversário, fez 11/8. O Sesi-SP abriu vantagem, mas o Minas demonstrou bom poder de reação e encostou em 17/16. Assim como os sets anteriores, o final também foi emocionante, com o empate em 19/19. Com Lucão atacando pela saída, o time paulista fez 20/19. O Sesi-SP ainda fez 22/19 e, em grande passagem de Pétrus pelo saque, o Minas virou a partida: 23/22. No ace de Riad, a equipe visitante fez 24/23, mas os donos da casa fizeram 24/24. No bloqueio de Flávio, 26/25 para o Minas. Lucão respondeu com forte ataque. O set seguiu disputado ponto a ponto e o Minas só conseguiu fechar em 36/34.

O Sesi-SP abriu o set decisivo fazendo 3/0 e Samuel marcou o primeiro ponto para o Minas. Contando com erros do time da casa, os visitantes abriram 6/3 e Nery Tambeiro pediu tempo para conversar com seus comandados. A equipe mineira reagiu, mas na diagonal do ponteiro Maurício, o Sesi-SP fez 7/5. Melhor no tie break, o time paulista chegou a 12/6 no bloqueio do oposto Rafael. No final, melhor para o Sesi-SP, que fechou em 15/9.