icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
01/02/2015
21:55

O "novo" Fluminense começou o Campeonato Carioca com o pé direito. Neste domingo, em Volta Redonda, o Tricolor venceu por 2 a 1 o Friburguense, e contou com a participação de seus grandes astros. Fred deixou sua marca, mas foi o meia Wágner o grande destaque. Sem os meias Cícero e Conca, negociados pelo clube, ele chamou a responsabilidade e comandou o meio de campo.

FLUMINENSE, por João Matheus (joaoferreira@lancenet.com.br)

7,0
Diego Cavalieri
Não teve culpa no gol e foi bem quando exigido. No último minuto, fez uma defesa que garantiu a vitória do Fluminense.

5,5
Renato
Foi bem na defesa, mas quando subiu ao ataque não teve a mesma qualidade. Errou alguns passes e não criou muito.

5,5
Henrique
Após um 2014 de altos e baixos, começou bem a partida, mas deu certa bobeira no lance do gol do Friburguense.

6,5
Victor Oliveira
Ainda garoto, demonstrou maturidade e confiança na zaga tricolor. Não deu espaços para o rápido ataque adversário.

6,5
Giovanni
Foi pelo lado esquerdo que saíram as principais jogadas do Flu e isso muito graças a Giovanni, que participou do segundo gol.

6,0
Edson
Ficou preso à marcação e não apareceu como surpresa no ataque, algo que comum em 2014. Mas cumpriu bem o papel.

7,0
Jean
Peça fundamental na criação das jogadas, pois foi no pé dele que a maioria delas começou. Bom passe e posicionamento.

7,0
Vinícius
Estreou com o pé direito, literalmente, ao marcar o primeiro gol pelo Flu logo no início do jogo. Parecer ter boa técnica.

7,0
Wágner
Parece estar convivendo bem com o protagonismo no meio de campo, após saídas de Conca e Cícero. Liderou a equipe.

5,0
Lucas Gomes
Destoou do time no primeiro tempo, tanto que foi substituído no intervalo. Nas poucas vezes que tocou na bola, foi mal.

6,5
Fred
Pela posição que joga, depende dos companheiros para ir bem. Quando teve espaço, foi bem. E ainda fez gol de pênalti.

6,0
Marlone
Entrou bem melhor do que Lucas Gomes, o que não era muito difícil. Parece ser uma boa opção ofensiva para o Flu.

5,5
Walter
Segue pesado, mas mantém a técnica. Ontem, porém, não mudou tanta coisa no time quando foi utilizado.

5,5
Wellington Silva
Substituiu Renato, que não foi tão bem, mas já entrou com o time vencendo e ficou mais preocupado com a marcação.

7,0
Téc: Cristovão Borges
Diante de tantas perdas e contratações modestas, o time segue com padrão tático. Precisa ter atenção com a defesa.


FRIBURGUENSE, por João Matheus (joaoferreira@lancenet.com.br)

5,0
Marcos
Não teve culpa nos gols, mas teve pouco papel de destaque.

5,0
Sérgio Gomes
O experiente lateral-direito teve trabalho com o Flu.

5,5
Cadão
Tirou algumas bolas, sobretudo pelo alto, e atrapalhou o ataque tricolor.

4,5
Pierre
Lento, deu alguns espaços pelo lado esquerdo da zaga.

4,0
Flavinho
Poderia ter auxiliado mais o setor ofensivo da equipe.

5,0
Bidu
Teve a dura missão de marcar Wágner. O trabalho foi duro.

5,5
Rômulo
Fez bem a transição entre a defesa ao ataque em poucas jogadas.

4,5
Damião  
Errou alguns passes bobos e deveria ter ajudado mais o ataque.

5,5
Jorge Luiz
Bastante rápido, foi o responsável principal pela criação.

5,5
Ziquinha
Bem no primeiro tempo, mas caiu na etapa final e foi substituído.

5,0
Caíque
Parece ser uma boa opção ofensiva da equipe da Região Serrana.

6,0
Thalles
Mostrou que tem estrela ao entrar no segundo tempo e fazer um gol.

5,0
Felipe
Entrou para melhorar a saída de bola e pouco foi visto em campo.

5,0
Lucas
Assim como Felipe, pouco acrescentou ao time na etapa final.

5,5
Téc: Gerson Andreotti
A derrota era esperada, mas foi “vendida” cara.