icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
16/11/2014
19:54

Neste domingo, o Corinthians sofreu, mas venceu o Bahia por 2 a 1, na Arena Itaipava Fonte Nova, e manteve vivo o sonho de classificação para a Copa Libertadores da América de 2015. Autores dos gols do Timão, Renato Augusto e Malcom fecharam suas atuações com chave de ouro e foram eleitos os melhores jogadores em campo. Confira, a seguir, a análise feita pelo LANCE!Net:

CORINTHIANS, por Lucas Faraldo (lucasfaraldo@lancenet.com.br)

7,0
Cássio
Deu assistência para Malcom fazer o gol. Defendeu bola de Bruno Paulista, mas quase tomou gol olímpico de Galhardo.

6,0
Fagner
Muita correria pela lateral direita, boa possa de bola, acertou um cruzamento e errou outro. Fez três desarmes.

5,0
Felipe
Esqueceu de marcar Kieza no lance do gol rival. Errou o tempo de bola várias vezes e demorou pra voltar do ataque.

6,5
Gil
Teve papel de líder na defesa. Além de orientar Felipe, foi bem pelo alto e nas saídas de jogo (armou contra-ataques).

5,0
Fábio Santos
Bem defensivamente, tomou amarelo por reclamação exagerada e quase foi expulso. Pouco foi ao ataque.

6,0
Ralf
Ocupou bem os espaços para cobrir Felipe, rebateu 11 bolas, mas não fez desarmes e errou cinco passes..

6,5
Bruno Henrique
Com Ralf mais recuado, aproveitou a liberdade para fazer função de armador. Boas subidas, visão de jogo e entrega.

6,0
Petros
Atento, armou bons contra-ataques e conseguiu se impor defensivamente. Teve discussão desnecessária com Fahel.

7,5
Renato Augusto
Com considerável posse de bola desde o começo da partida, foi premiado com um belo gol de cabeça nos minutos finais.

5,0
Luciano
Como substituto de Guerrero, não desempenhou função de centroavante. Pelas laterais, também não criou jogadas.

7,5
Malcom
Não bastasse anotar um gol, com belos domínio e chute, se fez presente na defesa para cobrir subidas de Fagner.

5,0
Uendel
Fazia o feijão com arroz até o lance do gol de Kieza. Marcou muito mal Wiliam Barbio, chamando o cruzamento.

7,0
Danilo
Entrou bem na partida e, como de costume, precisou de uma bola para ser decisivo: assistência no gol de Renato Augusto.

6,5
Tocantins
Garoto de personalidade, agarrou os poucos minutos de oportunidade. Iniciou a jogada do gol de Renato Augusto.

6,5
Mano Menezes
Colocou uma tranquila vitória em risco ao manter Luciano no time. Acertou nas (tardias) alterações e conseguiu a vitória.

BAHIA, por Lucas Bachião (lucassilveira@lancenet.com.br)

5,5
Marcelo Lomba
Fez boas defesas no jogo. Não teve culpa no gol.

5,5
Railan
O lado esquerdo do Corinthians explorou bastante a jogada pela suas costas. Pouco acrescentou na partida e foi sacado no segundo tempo.

4,5
Lucas Fonseca
Deixou Malcom cara a cara para fazer o primeiro gol da partida.

5,0
Titi
Assim como Fonseca, também falhou no gol do Corinthians. Pouco fez na partida e era lento nos contra-ataques.

5,0
Pará
Era a aposta do técnico baiano para explorar as jogadas pelo lado esquerdo. Quase não apareceu no jogo.

4,0
Fahel
Discutiu com Petros e tomou cartão amarelo após dar cotovelada no corintiano. Mereceu ser expulso, mas o juiz não o mandou para o chuveiro mais cedo.

5,5
Bruno Paulista
Um dos poucos jogadores da equipe que fez algo no jogo. Falhou no segundo gol do Corinthians por não ter acompanhado Renato Augusto. Apesar de ser um jovem jogador, tem muitas chances de crescer na carreira.

5,0
Rafael Miranda
Sua função é volante, mas fez o papel de armador. Não contribuiu muito na partida e foi substituído no segundo tempo.

6,5
Rafael Galhardo
Quase marcou um gol olímpico na cobrança de escanteio e começou jogando no meio de campo. Um dos melhores do Bahia no jogo.

6,0
Guilherme Santos
Rápido, criou algumas jogadas no meio.

7,0
Kieza
Foi o autor do gol de empate. O melhor do Bahia em campo, mas não foi o suficiente para impedir mais uma derrota no Brasileirão.

4,0
Rômulo
Pouco fez na partida e passou desepercebido em campo.

5,5
Henrique
Entrou no segundo tempo e foi bem no jogo.

6,0
William Barbio
Também entrou no segundo tempo e o gol de empate do Bahia saiu após a sua assistência. Teve a chance de virar o jogo, mas pecou na finalização.

5,0
Charles Fabian
Escalou muito mal o time, pois começou o jogo com quatro laterais em campo, sendo dois na armação. Acertou ao colocar Henrique e William Barbio na segunda etapa e estreou com derrota no cargo.