icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
20/08/2015
00:45

                                                      Lucas Lima foi o melhor em campo (FOTO: Ari Ferreira/LANCE!Press) 

O clássico entre Santos e Corinthians, pelas oitavas de final da Copa do Brasil, teve amplo domínio do Peixe. Na equipe corintiana, que precisará vencer bem na volta para obter vaga na fase seguinte, apenas o goleiro Cássio, o meia Renato Augusto e o atacante Mendoza se salvaram. No time mandante, muitos foram os destaques, como Gabigol, Marquinhos Gabriel e o volante Thiago Maia. Mas o dono do jogo foi Lucas Lima, recém-convocado para a Seleção Brasileira. O jogador deu assistência nos dois gols santistas e levou nota 8,0 do LANCE! Confira o desempenho de cada atleta em campo: 

SANTOS

6,5
Vanderlei
Pouco tocou na bola no primeiro tempo, mas foi bastante exigido na etapa complementar e fez duas defesas difíceis.

6,0
Victor Ferraz
Muito presente no ataque, mas pouco efetivo. Só acertou um cruzamento o jogo inteiro, porém foi importante na defesa.

6,5
Gustavo Henrique
Problema de saída de bola que o Santos tinha com Werley está mais amenizado. Deu combate e marcou firme.

6,5
David Braz
Segurança no campo defensivo, principalmente nas jogadas pelo chão. Abuso de ligações diretas atrapalhou um pouco.

6,5
Zeca
Começou ousado, arriscando no gol, mas depois ficou mais preso em razão da postura de Fagner. Bom rendimento.

7,0
Thiago Maia
Muito preciso na marcação, com cinco desarmes e boa qualidade no passe. Mesmo jovem, lidou bem com a pressão.

6,0
Renato
Diferentemente do habitual, o que mais errou passes no time do Santos. No segundo tempo só correu atrás do rival.

8,0
Lucas Lima
Assistências espetaculares nos dois gols, movimentação constante e poucos passes errados. Noite inspirada.

7,5
Gabigol
Ótimo posicionamento no lance do gol, mas dificuldade na criação de contra-ataques. Taticamente, cumpriu seu papel.

6,0
Geuvânio
Muito interessado no jogo e arisco, mas desatento na mesma proporção. Muitas bolas perdidas e contra-ataques ruins.

6,0
Ricardo Oliveira
Tem classe até para errar, mas tem errado mais que o costume. Desperdiçou nova chance simples. 

7,0
Marquinhos Gabriel
Entrou mais disposto e cometendo menos falhas do que Geuvânio, tanto que marcou um gol em jogada trabalhada.

5,5
Neto Berola
Nas únicas tentativas, não acertou um único drible e nem ajudou a manter a bola presa no ataque. Entrada pouco útil.


Paulo Ricardo
Pouco tempo em campo. Fica sem nota.

7,5
Dorival Júnior
Domínio na maior parte do tempo, segurança defensiva e toque de bola para construção. Armação de time impecável.

> Santos domina na Vila e abre vantagem sobre o Corinthians na Copa do Brasil 
> Confira como foi a partida lance a lance nesta noite 

CORINTHIANS

6,0
Cássio
Não foi o principal culpado pelos gols do Santos. Fez boas defesas e grande antecipação em jogada de Ricardo Oliveira.

4,5
Fagner
Comeu bola na marcação de Gabigol e deu condições para o atacante abrir o marcador. Foi presa fácil do ataque rival.

4,5
Felipe
Perdido no tento de Gabigol, também foi um dos culpados pela pífia linha de impedimento no gol de Marquinhos.

5,0
Gil
Não foi o grande vilão da defesa alvinegra, mas afastou bolas sem qualidade e falhou no lance do segundo gol rival.

4,5
Uendel
A exemplo de Fagner, foi presa fácil dos atacantes santistas. Além disso, errou demais nas subidas ao ataque.

4,5
Bruno Henrique
Falhou na marcação no lance do segundo gol. Como primeiro volante, também deixou a desejar em termos de rebote.

4,5
Elias
Bastante apagado. No ataque, pouco construiu ou apareceu à frente. Atrás, não foi tão eficiente como de costume.

6,0
Renato Augusto
Ponto fora da curva. Cresceu no segundo tempo, mas jogou sozinho, com armações e enfiadas de bola para... ninguém.

5,0
Jadson
Até tentou dar toques de criatividade ao ataque, mas errou lançamentos e passes simples. Passou longe de seu melhor...

4,0
Malcom
Completamente perdido. Nas poucas vezes em que conseguiu dominar a bola, falhou em tentar avançar.

5,0
Luciano
Lesão no joelho à parte, não produziu. A bola não chegou a seus pés, mas ele também não saiu muito para buscá-la.

4,5
Vagner Love
Sofreu demais para se postar frente aos defensores santistas. Quando teve boa chance, se atrapalhou e perdeu.

6,0
Mendoza
Mesmo sem muito tempo para mudar o jogo, deu agilidade ao meio de campo e arriscou o melhor chute do Corinthians.


Danilo
Pouco tempo em campo.

4,5
Tite
Viu seu time sofrer sem criatividade. Em vez de mexer no time, demorou para sacar Malcom e tentar algo de novo.

                                                      Lucas Lima foi o melhor em campo (FOTO: Ari Ferreira/LANCE!Press) 

O clássico entre Santos e Corinthians, pelas oitavas de final da Copa do Brasil, teve amplo domínio do Peixe. Na equipe corintiana, que precisará vencer bem na volta para obter vaga na fase seguinte, apenas o goleiro Cássio, o meia Renato Augusto e o atacante Mendoza se salvaram. No time mandante, muitos foram os destaques, como Gabigol, Marquinhos Gabriel e o volante Thiago Maia. Mas o dono do jogo foi Lucas Lima, recém-convocado para a Seleção Brasileira. O jogador deu assistência nos dois gols santistas e levou nota 8,0 do LANCE! Confira o desempenho de cada atleta em campo: 

SANTOS

6,5
Vanderlei
Pouco tocou na bola no primeiro tempo, mas foi bastante exigido na etapa complementar e fez duas defesas difíceis.

6,0
Victor Ferraz
Muito presente no ataque, mas pouco efetivo. Só acertou um cruzamento o jogo inteiro, porém foi importante na defesa.

6,5
Gustavo Henrique
Problema de saída de bola que o Santos tinha com Werley está mais amenizado. Deu combate e marcou firme.

6,5
David Braz
Segurança no campo defensivo, principalmente nas jogadas pelo chão. Abuso de ligações diretas atrapalhou um pouco.

6,5
Zeca
Começou ousado, arriscando no gol, mas depois ficou mais preso em razão da postura de Fagner. Bom rendimento.

7,0
Thiago Maia
Muito preciso na marcação, com cinco desarmes e boa qualidade no passe. Mesmo jovem, lidou bem com a pressão.

6,0
Renato
Diferentemente do habitual, o que mais errou passes no time do Santos. No segundo tempo só correu atrás do rival.

8,0
Lucas Lima
Assistências espetaculares nos dois gols, movimentação constante e poucos passes errados. Noite inspirada.

7,5
Gabigol
Ótimo posicionamento no lance do gol, mas dificuldade na criação de contra-ataques. Taticamente, cumpriu seu papel.

6,0
Geuvânio
Muito interessado no jogo e arisco, mas desatento na mesma proporção. Muitas bolas perdidas e contra-ataques ruins.

6,0
Ricardo Oliveira
Tem classe até para errar, mas tem errado mais que o costume. Desperdiçou nova chance simples. 

7,0
Marquinhos Gabriel
Entrou mais disposto e cometendo menos falhas do que Geuvânio, tanto que marcou um gol em jogada trabalhada.

5,5
Neto Berola
Nas únicas tentativas, não acertou um único drible e nem ajudou a manter a bola presa no ataque. Entrada pouco útil.


Paulo Ricardo
Pouco tempo em campo. Fica sem nota.

7,5
Dorival Júnior
Domínio na maior parte do tempo, segurança defensiva e toque de bola para construção. Armação de time impecável.

> Santos domina na Vila e abre vantagem sobre o Corinthians na Copa do Brasil 
> Confira como foi a partida lance a lance nesta noite 

CORINTHIANS

6,0
Cássio
Não foi o principal culpado pelos gols do Santos. Fez boas defesas e grande antecipação em jogada de Ricardo Oliveira.

4,5
Fagner
Comeu bola na marcação de Gabigol e deu condições para o atacante abrir o marcador. Foi presa fácil do ataque rival.

4,5
Felipe
Perdido no tento de Gabigol, também foi um dos culpados pela pífia linha de impedimento no gol de Marquinhos.

5,0
Gil
Não foi o grande vilão da defesa alvinegra, mas afastou bolas sem qualidade e falhou no lance do segundo gol rival.

4,5
Uendel
A exemplo de Fagner, foi presa fácil dos atacantes santistas. Além disso, errou demais nas subidas ao ataque.

4,5
Bruno Henrique
Falhou na marcação no lance do segundo gol. Como primeiro volante, também deixou a desejar em termos de rebote.

4,5
Elias
Bastante apagado. No ataque, pouco construiu ou apareceu à frente. Atrás, não foi tão eficiente como de costume.

6,0
Renato Augusto
Ponto fora da curva. Cresceu no segundo tempo, mas jogou sozinho, com armações e enfiadas de bola para... ninguém.

5,0
Jadson
Até tentou dar toques de criatividade ao ataque, mas errou lançamentos e passes simples. Passou longe de seu melhor...

4,0
Malcom
Completamente perdido. Nas poucas vezes em que conseguiu dominar a bola, falhou em tentar avançar.

5,0
Luciano
Lesão no joelho à parte, não produziu. A bola não chegou a seus pés, mas ele também não saiu muito para buscá-la.

4,5
Vagner Love
Sofreu demais para se postar frente aos defensores santistas. Quando teve boa chance, se atrapalhou e perdeu.

6,0
Mendoza
Mesmo sem muito tempo para mudar o jogo, deu agilidade ao meio de campo e arriscou o melhor chute do Corinthians.


Danilo
Pouco tempo em campo.

4,5
Tite
Viu seu time sofrer sem criatividade. Em vez de mexer no time, demorou para sacar Malcom e tentar algo de novo.