icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
01/02/2015
19:37

O Vasco superou a desconfiança da torcida pelos tropeços na pré-temporada e começou o Carioca com o pé direito, ao vencer a Cabofriense por 2 a 0. Destaque para o meia Bernardo, jogador mais criativo da equipe de São Januário e que ainda deixou sua marca na estreia do time de Doriva no Estadual.

VASCO, por Eduardo Mendes (eduardomendes@lancenet.com.br)

6,0
Martin Silva
Pouco exigido pelo ataque da Cabofriense.

5,5
Madson
Deu opção pela direita e procurou a linha de fundo. Não conseguiu, porém, um lance mais incisivo.

6,0
Rodrigo
Teve dificuldades em alguns lances em que saiu para marcar fora da área. Gilcimar deu trabalho.

6,5
Luan
Fez uma partida segura e sem inventar. Foi bem na bola aérea.

5,5
Christiano
Válvula de escape do Vasco na maioria das vezes que o time atacou. Porém, faltou caprichar nos cruzamentos.

6,0
Serginho
Mesmo não sendo um exímio primeiro volante, cumpriu bem o papel e procurou sair para o jogo também.

6,0
Lucas
No mesmo nível de Serginho. Posicionou-se bem e também ajudou na saída de bola.

6,5
Marcinho
Caiu de produção no segundo tempo. Apareceu menos, porém garantiu a vitória no fim.

7,0
Bernardo
O jogador mais lúcido da linha ofensiva do Vasco. Levou perigo na bola parada e marcou um gol.

6,5
Montoya
Movimentou-se bastante e deu ótimo passe para Bernardo marcar no início do segundo tempo.

5,0
Rafael Silva
Não foi omisso, porém faltou qualidade para fazer o pivô e dominar algumas bolas no ataque.

6,0
Yago
Jogou sem responsabilidade e foi para cima da zaga adversária. Quase marcou um bonito gol.

5,5
Jhon Cley
Caiu mais pelo lado esquerdo e também tentou garantir um gol após bela jogada, mas o chute saiu para fora.

5,5
Jean Patrick
Entrou no fim, porém quase marcou em um chutaço de fora da área.

6,0
Doriva
Equipe teve mais posse de bola no primeiro tempo. Depois de marcar, recuou e sofreu risco de levar empate.



CABOFRIENSE, por Eduardo Mendes (eduardomendes@lancenet.com.br)

6,0
Luis Cetin
Não teve culpa nos gols sofridos.

4,5
Amaral
Deixou espaços às costas.

5,0
Mário Luis
Teve dificuldades para marcar as jogadas rápidas do Vasco.

5,0
Victor Silva
Falhou em algumas bolas alçadas para a área.

4,5
Leandro
Só cruzou da intermediária e facilitou a vida da zaga do Vasco.

4,0
Lenon
Abusou dos erros de passes.

4,5
Everton
Pouco ajudou na saída de bola.

4,5
Jones
Procurou o jogo, mas errou demais no passe final.

4,5
Arthur
Ficou devendo na armação.

5,0
Hiroshi
Voltou muito para buscar a bola e pouco produziu à frente.

5,5
Fabrício Carvalho
Escorou bem algumas bolas perto da área. Sozinho, perdeu um gol no fim.

6,0
Gilcimar
Conseguiu algumas boas jogadas individuais, levando perigo à zaga do Vasco.

5,5
Kaká
Deu mais velocidade ao ataque.

5,5
Têti
Deixou a equipe mais aguda.

5,5
Alfredo Sampaio
Colocou o time para frente no segundo tempo e pressionou o Vasco. Porém não conseguiu marcar e sofreu o segundo gol no fim.