icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
21/03/2014
15:24

A atuação de Luiz Antonio contra o Bangu foi vista com bons olhos pelo técnico Jayme de Almeida. Sinal disto é que o jogador ganhou uma nova oportunidade no time, só que desta vez entre os titulares que irão enfrentar o Cabofriense pela última rodada da Taça Guanabara. Mesmo sem poder contar com o jogador por quase três meses, por conta do imbróglio judicial, Jayme não tinha dúvidas de que o jogador conseguiria recuperar a forma rapidamente.

- O Luiz Antonio eu conheço muito bem desde que ele tinha uns 12, 13 anos. Sabemos a característica do alteta, o que é capaz, ainda mais pelo profissional que se tornou no clube, se cuida. Não tinha duvidas de que conseguiria recuperar bem esse condicionamento físico e técnico. Ele fica focado o tempo todo e sempre quer estar e campo. Quando saiu a resoluça que ele iria jogar, falei com o pessoal da comissão poderiam ficar tranquilos. Contra o Bangu ele foi bem e vamos dar um ritmo melhor para ele no domingo e vamos ver como reage nos 90 minutos - lembrou Jayme.

Na partida contra o Bangu, o volante entrou na vaga de Rodolfo e chegou a ser vaiado e chamado de mercenário por alguns torcedores presentes no Estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda. Porém, logo no primeiro lance na partida, o jogador criou o lance do gols da reação rubro-negra no empate em 2 a 2.

No entanto, a participação do jogador na partida só foi decidida na noite de sexta-feira. Isso porque, na parte da manhã, Jayme alegou que não poderia escalar o volante por impedimentos da diretoria. O departamento de futebol, por sua vez, alegou que não existia qualquer tipo de pendência cercando o jogador. Só nesta quinta-feira que o volante retirou o processo contra o Flamengo.