icons.title signature.placeholder Bruno Cassucci
27/11/2014
08:08

Quase um ano depois de contratar Leandro Damião por R$ 42 milhões, o Santos não está satisfeito com o atacante. E a recíproca é verdadeira. Além de incomodado com seu mau rendimento, o jogador não está feliz com algumas situações, principalmente com o atraso nos pagamentos.

O Santos não paga os direitos de imagem do elenco há dois meses. O camisa 9 recebe boa parte de seus ordenados dessa forma. O salário também está atrasado em quase um mês. Como não é a primeira vez que isso ocorre, o estafe que cuida da carreira de Damião já cogita tomar medidas jurídicas. O atraso salarial de três meses acarreta o rompimento contratual sem o pagamento de multa, mas há juristas que entendem que o não pagamento da imagem também pode gerar o rompimento do vínculo.

A equipe que trabalha com o atleta tem boa relação com a diretoria alvinegra, mas já está irritada. Ainda mais porque até agora não recebeu a comissão estipulada por intermediar o negócio com o Inter.

O LANCE!Net tentou contato com o departamento jurídico do Peixe, mas não obteve resposta até o fechamento dessa reportagem.

Um empréstimo no início de 2015 para um clube europeu já foi e ainda é cogitado, mas o Santos não quer. Porém, tal decisão caberá ao futuro presidente do clube – se uma proposta por ele aparecer, é claro. Na última janela de transferências da Europa só houve sondagens.

Leandro Damião também ficou incomodado por ficar na reserva em alguns jogos e nem sequer ter entrado em partidas decisivas, como a semifinal da Copa do Brasil contra o Cruzeiro. Mesmo assim, o camisa 9 não fez qualquer reclamação e seguiu sua rotina de treinos. A disciplina do atacante, aliás, costuma ser elogiada nos bastidores.

Em 42 jogos pelo Santos até agora, o jogador marcou nove gols. O contrato dele vai até o fim de 2018.