icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
29/03/2014
20:30

Na tarde desse sábado o time sub-23 do Atlético-PR venceu o Londrina por três a um, no primeiro jogo da semifinal do Campeonato Paranaense, no Ecoestádio Janguito Malucelli. Com a vitória o jovem time do Furacão pode empatar ou até perder por um gol o segundo jogo, para assim chegar a final do estadual.

Mais cedo a torcida do Furacão comemorou a reinauguração da Arena da Baixada, onde os titulares empataram sem gols no jogo festivo contra o JMalucelli. Com Adriano titular a torcida rubro-negra colocou cerca de dez mil pessoas nas arquibancadas no evento teste para a Copa do Mundo.

O JOGO

Após o péssimo jogo dos titulares na Arena, os garotos do Atlético-PR entraram em campo decididos a chegar à decisão e, após o estadual, ganhar uma chance no grupo principal. A torcida fez a sua parte novamente e marcou presença no estádio com cerca de quatro mil torcedores.

O time do Atlético-PR começou o jogo tocando a bola com rapidez e marcando o adversário com pressão na saída de bola. Com Crislan e Zezinho tabelando nas jogadas de linha de fundo o Furacão não demorou para criar chances de gol nos cruzamentos.

Já o Tubarão foi a campo mais cauteloso. Buscando um bom resultado para decidir em casa no segundo jogo, o time do Londrina apostou na forte marcação no meio campo com Diogo Roque e Rone Dias protegendo a zaga, para sair em rápido contra-ataque com Celsinho e Joel.

Zezinho teve chance aos vinte minutos, mas sem ângulo não conseguiu finalizar com força e Dirceu tirou em cima da linha.

Na jogada seguinte o time do Tubarão aproveitou a única chance clara que conseguiu. Em falha da zaga do Furacão, Joel não teve dificuldades para subir sozinho e abrir o placar em belo cruzamento.

O gol mudou o panorama da partida, o Atlético se desestabilizou em campo e o Londrina passou a tocar a bola com calma e sair com velocidade pelas laterais. No fim o Londrina quase ampliou em perigosa cobrança de falta, mas Rodolfo fez excelente defesa e espalmou evitando o gol.

No último lance do primeiro tempo, Bídia, volante do Tubarão, colocou a mão na bola recebeu o segundo amarelo e foi para o vestiário mais cedo.

SEGUNDO TEMPO

Com um jogador a mais em campo o técnico Petkovic não fez substituições mas mandou a campo um time aguerrido e disposto a lutar pela virada. Jogando com os laterais mais avançados o Furacão começou o segundo tempo marcando forte e pressionando a saída de bola do Tubarão.

Enquanto isso o Londrina se fechou com duas linhas de quatro jogadores compactos e fechando o avanço do ataque rubro-negro.

Logo no começo da etapa final os dois goleiros mostraram suas qualidades. Vítor fez excelente defesa no chute do Zezinho e no rebote também salvou o chute do Deivid. No lance seguinte Joel quase aumentou para o Tubarão em nova cabeçada, sorte do torcedor rubro-negro que Rodolfo estava inspirado e salvou o gol.

O Atlético-PR precisava do resultado e seguia criando jogadas. Zezinho era o mais perigoso do Furacão, mas parava no goleiro Vitor do Londrina, o destaque do jogo. O time atleticano criava chances mais desperdiçava todas em sequência. A paciência da torcida chegava ao fim junto com o tempo de jogo. Enquanto isso o time do Londrina começava a dar sinais de cansaço e deixar espaços na marcação.

Não demorou para o Atlético-PR aproveitar as falhas na marcação do adversário e empatar o jogo. Após escanteio cobrado por Harrison no meio da área, Guilherme tenta duas vezes e na segunda vez o chute de canhota é certeiro no canto esquerdo de Vitor, que nada pode fazer.

Empurrado pela massa atleticana o Furacão logo virou a partida. Em jogada rápida, Guilherme lança Mário Sérgio na área pela direita e o lateral atleticano cruza para a conclusão de Marcos Guilherme. A virada rubro-negra.

Aproveitando a fragilidade do Tubarão o habilidoso Marcos Guilherme tabelou com Nathan e saiu cara a cara com Vitor. Na conclusão, o meio campista atleticano tirou do goleiro do Tubarão com toque sutil no canto direito. Vitória importante de virada para o time do Atlético-PR.

Amanhã Coritiba contra Maringá definem no Couto Pereira quem vai a final. Já Londrina e Atlético-PR voltam a se enfrentar quarta-feira em Londrina.


Não perca os jogos da rodada semi-final do Paranaense 2014:

29/3 - Sábado

Atlético-PR 3 x 1 Londrina - EcoEstádio - 18h30

30/3 - Domingo

Coritiba x Maringá - Estádio Couto Pereira - 16h