icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
01/03/2014
20:25

O Alçapão do Bonfim, em Nova Lima, apresentava a já velha dificuldade do gramado para as duas equipes. Se não choveu em Nova Lima igual na Pampulha, na vitória do Cruzeiro, mais cedo neste sábado, Atlético-MG e Villa Nova tiveram dificuldade de trabalhar a bola do mesmo jeito que a Raposa e o Minas Boca. Mas, assim com o rival, o Galo derrotou um adversário mais fraco por 4 a 1. Diga-se de passagem, o mais fraco do Campeonato Mineiro.

GUILHERME DESFILA
O Atlético-MG entrou em campo com o time reserva, esperando um rendimento parecido com a goleada de 5 a 0 diante da URT (última atuação da equipe B). O volume de jogo não foi tão grande, mas a equipe mostrou boa superioridade diante do Villa Nova, no primeiro tempo.

Iluminado no último jogo, Guilherme acabou aparecendo mais uma vez. Após ótima jogada coletiva do Galo, Rosinei se infiltrou na área do Leão e tentou driblar o goleiro. A bola escapou e o camisa 10 do Alvinegro jogou com a canhota para o fundo do gol. Destaque para o lindo passe de calcanhar de André para Rosinei vencer a marcação.

O Villa acionava seus atacantes usando o lado do campo, mas a zaga do Galo estava bem postada. Um lance ou outro de perigo que fez Lee sair do jogo. Mas muita falta de posicionamento deu trabalho para o bandeirinha, assinalando vários impedimentos. O Atlético voltou a usar a fragilidade da defesa do Villa e Neto Berola, herói da quarta-feira, errou gol incrível, quase na pequena área, ao chutar por cima de canhota.

Mas a noite era de Guilherme. Após Neto Berola fazer sua primeira boa jogada na partida, o velocista foi derrubado na área e o juiz assinalou pênalti. Berola queria bater, mas o banco de reservas mandou o meia-atacante para a marca do cal. Guilherme ampliou o marcador em atuação digna de titularidade. Fernandinho ameaçado!

MAIS UM GOL E JOGO MORNO
A volta dos vestiários aumentou o pesadelo do Villa Nova logo no começo. Com três minutos de etapa complementar, Guilherme voltou a aparecer. Ele, desta vez, cobrou falta na esquerda, a bola desviou na marcação e o zagueiro Jemerson completou, ampliando para 3 a 0.

O Villa Nova mostrou que não é lanterna por acaso. Poucas chances no ataque e o goleiro Lee só teve trabalho por desconcentração. A tradicional equipe da região metropolitana de Belo Horizonte corre sério risco de ser rebaixada. Mesmo com a experiência de alguns atletas, como o zagueiro Welton Flipe e o atacante Kim, o Leão só ameaçou o Galo no final, com Rafael Gomes marcando de cabeça.

Porém, nem quando estava motivada, a equipe alvirrubra soube aproveitar. Carlos acabou encerrando os festejos no Alçapão do Bonfim ao antecipar a marcação e marcar o quarto do Galo, em jogada de Marion.

FICHA TÉCNICA
VILLA NOVA 1x4 ATLÉTICO-MG

Data - Hora: 01/03/14 - 18h30 (de Brasília)
Local: Castor Cifuentes, em Nova Lima (MG)
Árbitro: Igor Junio Benevenutto (MG)
Assistentes: Márcio Eustáquio Souza Santiago (FIFA/MG) e Pablo Almeida Costa (MG)
Renda/Público: 40.330,00 / 1.875 pagantes
Cartões amarelos: Fidélis, Chiquinho (VNO); Neto Berola, Claudinei, Marion, Guilherme (ATL)

GOLS: Guilherme, 20/1T (0-1), Guilherme, 43/1T (0-2), Jemerson, 3/2T (0-3), Rafael Gomes (1-3) e Carlos (1-4)

VILLA NOVA: Braz; Chiquinho, Welton Felipe e Andrezinho; Paulo Roberto, Mateus (Rafael Gomes, 29/2T), Ferrugem e Lucas Sotero (Lucas Barata, intervalo); Léo (Paulinho, 42/2T) e Kim. Técnico: Walter Murilo

ATLÉTICO-MG: Lee; Michel, Jemerson, Edcarlos e Alex; Rosinei (Eduardo, 32/2T), Claudemir, Leandro Donizete e Guilherme; André (Carlos, 35/2T) e Neto Berola (Marion, 13/2T). Técnico: Paulo Autuori