icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
12/03/2014
08:22

Com três títulos importantes desde que chegou ao Atlético de Madrid, Diego Simeone segue alimentando sonhos da torcida colchonera e fazendo história. O argentino já levantou três troféus sendo o comandante, e levou o time às quartas de final da Liga dos Campeões. O clube não ia tão longe no torneio desde 1996/97. Nesta temporada, o "Cholo" era jogador do Atlético.

Quando conseguiu chegar nas quartas de final pela última vez, não era tão difícil como hoje. O regulamento era outro. Como eram apenas quatro grupos, bastava passar desta fase, e pronto, estava nas quartas de final. O Atlético de Madrid vinha como atual campeão espanhol, e passou bem.

O time comandado por Simeone e Caminero, hoje técnico e diretor de futebol, respectivamente, pegou Borussia Dortmund, Widzew Lodz (POL) e Steaua Bucaresti. Passou com 13 pontos, assim como os alemães. Mas os espanhóis venceram nos critérios de desempate.

Diego Costa é o grande destaque do Atlético de Madrid (Foto: Pierre-Philippe Marcou/ AFP)

O problema é que nas quartas pegou um Ajax que tinha jogadores como Van Der Sar, Blind, Kluivert, Litmanen, Overmars, os irmãos De Boer, e era atual vice-campeão. Empatou na ida por 1 a 1 em Amsterdã, na volta, nova igualdade pelo mesmo placar no Vicente Calderón, mas os holandeses venceram o prolongamente por 2 a 1.

Depois disso, o Atlético de Madrid passou por uma longa fase complicada. Foi rebaixado no Campeonato Espanhol em 1999/2000, chegou a ficar na Segundona por dois anos, e durante muito tempo foi um mero coadjuvante no país. Voltou à Champions em 2008/09, mas ficou nas oitavas, quando foi eliminado pelo Porto. Nos quatro anos seguintes, foi sempre para a Liga Europa, e ganhou duas. Agora, sonha com a Champions.