icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
11/12/2013
19:57

O Porto teve amplo domínio de boa parte do duelo. Viu três chances pararem nas traves do Atlético de Madrid e até um pênalti ser desperdiçado. Mas a eficácia "Colchonera" sobressaiu, deu ao clube madrilenho a vitória por 2 a 0 nesta quarta-feira, no Estádio Vicente Calderón, em Madri - gols de Raúl García e Diego Costa - e, com apenas cinco pontos no Grupo G, os Dragões deram adeus à Liga dos Campeões na fase de grupos. O Atlético de Madrid chegou a 16 pontos.

DRAGÕES PRESSIONAM, COLCHONEROS FAZEM DOIS

Precisando vencer e torcer por um tropeço do Zenit (RUS) diante do Austria Vienna (AUT), o Porto iniciou a partida em uma pressão avassaladora. Após sucessivos cruzamentos de Danilo e Alex Sandro, Jáckson Martínez mandou uma bomba no travessão aos oito minutos. Em seguida, Varela cabeceou por cima.

Ao Atlético de Madrid, bastou apenas uma chance. Raúl García recebeu em cobrança de escanteio e arriscou sem ângulo, fora do alcance de Helton, aos 14 minutos.

O Porto tentou o empate, com Varela e Josué, e teve sua melhor chance aos 27 minutos, Jáckson Martínez ser derrubado por Aranzúbia na área. Mas Josué cobrou e permitiu a defesa do goleiro.

Aos poucos, os Colchoneros ganharam espaço e chegaram ao segundo gol em um contra-ataque. Após hesitação em cobrança de escanteio, Diego Costa foi lançado e bateu na saída de Helton, aos 37.

ATLÉTICO GARANTE RESULTADO

Trazendo Lica no lugar de Josué, o Porto tentou ganhar mais penetração na área e manter seu ritmo da etapa inicial. Mas o Atlético de Madrid trocou Diego Costa por David Villa no intervalo, e a equipe espanhola conseguiu equilibrar as ações.

O ex-jogador do Barcelona assustou em arremate logo no primeiro minuto. Varela respondeu cabeceando por cima do gol. Aos poucos, o Atlético de Madrid foi ganhando espaços e cozinhando a partida, e viu Villa e Insúa assustarem, em especial, nos cruzamentos.

Na única oportunidade clara do Porto na etapa final, Fernando viu seu chute parar na trave. De fato, a bola não entraria no Vicente Calderón. O Porto dava adeus prematuramente à Liga dos Campeões.

ZENIT É GOLEADO, MAS SE CLASSIFICA

A derrota do Porto acabou decidindo a situação do Zenit (RUS), que ficou com a segunda vaga mesmo sendo goleada por 4 a 1 para o Austria Vienna. A equipe de Hulk chegou a sair na frente, com gol de Kerzhakov, mas Hosiner (2), Jun e Kienast decretaram o massacre por 4 a 1. Os russos têm seis pontos - um a mais que o Porto.