icons.title signature.placeholder Gabriel Carneiro
17/06/2014
16:05

O Corinthians está bem próximo de contratar o atacante Marcelo, atualmente no Atlético-PR. Após duas reuniões no fim de semana e outros contatos telefônicos nesta terça-feira, o Furacão oficializou a pedida de 5 milhões de euros (cerca de R$ 15 milhões) por 50% dos direitos econômicos do atacante de 22 anos de idade, e o Timão se dispôs a desembolsar o valor em três ou quatro prestações. Além da forma de pagamento, o único entrave é a parte do jogador.

Como informado pelo LANCE!Net na última semana, o empresário Pablo Miranda desconhecia o assédio do Corinthians, pois nunca havia se reunido com Ronaldo Ximenes, diretor de futebol do clube paulista, ou Edu Gaspar, o gerente de futebol. Após um encontro em São Paulo, o Timão já fez sua proposta ao estafe de Marcelo, que ainda analisa os valores, mas já mostra disposição no acerto.

Antes do Corinthians investir sozinho na compra dos direitos de Marcelo, um grupo de investidores capitaneado pelo empresário Giuliano Bertolucci chegou perto de fechar a negociação. O valor, 5 milhões de euros, era o mesmo, e seria pago em três prestações. Pelo fato de ser parcelado, o Atlético-PR queria receber uma diferença, e Bertolucci repassou os valores à diretoria do Timão, que decidiu não fechar a operação dessa maneira.


Apesar de o Timão trabalhar com otimismo, o grupo de Bertolucci e outros investidores seguem conversando com o Atlético-PR, e a diretoria do Corinthians teme que se faça um leilão pelo jogador, eleito revelação do Campeonato Brasileiro do ano passado.

Detentor de 90% dos direitos econômicos de Marcelo (os outros 10% pertencem aos representantes), o Furacão ainda manterá uma parcela em caso de futura negociação. O Corinthians corre para acertar os detalhes, mas entende que trata-de se uma negociação complexa, e que há chance de dar errado. Por isso, o jogador não é esperado para o período de treinos na cidade mineira de Extrema.