icons.title signature.placeholder Enrico Bruno
16/04/2014
18:35

Mais um capítulo da 'novela Anelka' foi ao ar nesta quarta-feira. Após o pronunciamento do jogador alegando nunca ter iniciado as tratativas com a agremiação, nem mesmo conversado com nenhum diretor da diretoria, o clube divulgou os documentos que fizeram parte da negociação com o atacante francês e os agentes envolvidos, dentre eles o termo de compromisso assinado por Christian Casini (agente FIFA) e Robson Lima (intermediário na negociação).

Os documentos que foram apresentados à imprensa mineira nesta tarde/noite de quarta-feira, na Cidade do Galo, foram: um cartão de Claude Anelka, irmão o jogador, assim com as cópias dos passaportes de Claude e Nicolas Anelka; as passagens para o Brasil, com chegada prevista para o dia 6; cópias das hospedagens para Robson Lima, Christian Casini e Claude Anelka em um hotel em Belo Horizonte, assim como o email que Eduardo Maluf recebeu na última segunda-feira sobre a viagem de Anelka ao Kuwait e provável chegada a partir do próximo dia 19, o que teria sido a gota d'água para o cancelamento e insatisfação dos diretores alvinegros após sucessivos adiamentos. Há ainda um bilhete assinado por Anelka no qual a assessoria do Atlético-MG alegou ser a confirmação de que o jogador estaria ciente de sua chegada no dia 6 de abril em Belo Horizonte, além do termo de compromisso assinado por Casini e Robson Lima.

MAIS:
> Anelka publica vídeo desmentindo negociação com o Galo
> Alexandre Kalil critica postura de Anelka sobre tratativa

Anunciado no último dia 6, via twitter oficial de Alexandre Kalil, o atacante Anelka acertou com o Atlético-MG ainda no dia 4 de abril. A princípio, o jogador teve imprevistos no aeroporto de Londres,  que impediu que desembarcasse ainda naquele domingo. A chegada do atacante se arrastou, no entanto, fazendo com que a diretoria alvinegra colocasse a data limite para o francês se apresentar no dia 14, o que não aconteceu. Um novo adiamento no embarque, causado por conta de uma viagem ao Kuwait, fez com que o clube optasse por cancelar a negociação com o atacante.

Ciente da polêmica, o atacante divulgou um vídeo dizendo não reconhecer as tratativas e nenhum acerto com o time brasileiro, gerando a ira do presidente Alexandre Kalil, e que culminou na divulgação dos documentos utilizados pelas duas partes antes de fechar com o jogador.

Anelka nega acerto com Atlético-MG