icons.title signature.placeholder Enrico Bruno e Frederico Ribeiro
icons.title signature.placeholder Enrico Bruno e Frederico Ribeiro
28/07/2013
14:28

Apesar do clássico contra o Cruzeiro, nesta tarde de domingo, os atleticanos ainda não pretendem interromper as comemorações da Libertadores tão cedo. Além dos foguetes e buzinas, constantemente ouvidos na capital mineira, a Massa atleticana se esforça agora para posar ao lado do objeto mais cobiçado durante este primeiro semestre de 2013.

Milhares de torcedores fazem fila na sede oficial do clube, no bairro de Lourdes, para tirar uma foto com a Taça Libertadores. Nem mesmo o jogo contra o Cruzeiro, no Mineirão, mesmo palco da conquista continental, tirou os planos dos atleticanos, que querem tirar uma casquinha da conquista. A longa fila dobra o quarteirão e já chega até a Loja do Galo, repetindo a cena vista nas vendas de ingressos para os jogos do Atlético-MG.

A Taça Libertadores permanece na sede do Galo por mais cerca de seis meses. No início de 2014, a taça deverá voltar para as mãos da Conmebol, e o Atlético deverá substituíla com uma réplica em sua sala de troféus.

Às 16h deste domingo, o Atlético-MG enfrenta seu maior rival, Cruzeiro, no Mineirão, em jogo válido pela 9ª rodada do Brasileirão. Ainda na 'ressaca' do título, o Galo vai contar com um time praticamente todo reserva diante da Raposa. Marcos Rocha e Richarlyson, que não atuaram na última quarta-feira, deverão ser um dos poucos tiítulares a participarem do jogo.

Apesar do clássico contra o Cruzeiro, nesta tarde de domingo, os atleticanos ainda não pretendem interromper as comemorações da Libertadores tão cedo. Além dos foguetes e buzinas, constantemente ouvidos na capital mineira, a Massa atleticana se esforça agora para posar ao lado do objeto mais cobiçado durante este primeiro semestre de 2013.

Milhares de torcedores fazem fila na sede oficial do clube, no bairro de Lourdes, para tirar uma foto com a Taça Libertadores. Nem mesmo o jogo contra o Cruzeiro, no Mineirão, mesmo palco da conquista continental, tirou os planos dos atleticanos, que querem tirar uma casquinha da conquista. A longa fila dobra o quarteirão e já chega até a Loja do Galo, repetindo a cena vista nas vendas de ingressos para os jogos do Atlético-MG.

A Taça Libertadores permanece na sede do Galo por mais cerca de seis meses. No início de 2014, a taça deverá voltar para as mãos da Conmebol, e o Atlético deverá substituíla com uma réplica em sua sala de troféus.

Às 16h deste domingo, o Atlético-MG enfrenta seu maior rival, Cruzeiro, no Mineirão, em jogo válido pela 9ª rodada do Brasileirão. Ainda na 'ressaca' do título, o Galo vai contar com um time praticamente todo reserva diante da Raposa. Marcos Rocha e Richarlyson, que não atuaram na última quarta-feira, deverão ser um dos poucos tiítulares a participarem do jogo.