icons.title signature.placeholder Rafael Sandrão
04/11/2013
15:11

De olhos na próxima edição dos Jogos Olímpicos de 2016, no Rio de Janeiro, o Ministério do Esporte e a Confederação Brasileira de Ginástica (CBG) anunciaram os contemplados com o Bolsa Atleta Pódio, programa que está dentro do Plano Brasil Medalha. Além de Arthur Zanetti - campeão olímpico e mundial - Diego Hypolito, Sérgio Sasaki e Arthur Nory, também receberão o auxílio.

- Mais um apoio não só para mim, mas para todos os atletas olímpicos. Também para servir de objetivo para os atletas que estão surgindo. Cada competição que nós disputamos conseguimos bons resultados para o Brasil. Isso é bom para aumentar a divulgação da ginástica do Brasil - disse Zanetti.

Com os quatro ginastas, o Bolsa Pódio passa a contar com 125 atletas. A lista contempla nomes do judô (27), vôlei de praia (15), atletismo (19), pentatlo moderno (1), além de 59 paratletas. Os valores são de R$ 5 mil, R$ 8 mil, R$ 11 mil e R$ 15 mil.

- A matéria prima nós temos de muita qualidade, agora precisamos investir na estrutura. Nós temos feito um trabalho grande ao lado da Confederação, para a profissionalização do esporte. Eu olhava para o passado e não imaginava atletas de alto rendimento no topo da ginástica. Hoje, a realidade me surpreende e temos boas supresas - disse o ministro do Esporte, Aldo Rebelo.

Um dos grandes destaques do Brasil na modalidade, Diego Hypolito ressaltou a importância deste apoio, já que está sem clube, após o fim da ginástica profissional do Flamengo.

- Todo incentivo é muito importante, óbvio. A gente sempre se cobra por esses apoios, estão confiando no nosso trabalho. É um esporte individual, mas você entra com vários outros incentivadores. A questão de apoiar o treinador também é importante. Por mais que eu esteja sem clube, o que eu sinto é que agora temos incentivos de muitas partes - completou.

Nenhuma atleta da ginastica feminina do Brasil entrou no programa.