icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
12/07/2013
17:35

O pivô Atílio, do Macaé Basquete, se pronunciou sobre a confusão com jogadores do Flamengo durante a partida entre as duas equipes, pelo Campeonato Carioca de Basquete, na última quarta-feira, na Gávea. O jogador admitiu ter agredido o pivô Douglas Correa, da equipe adversária. No entanto, ele garante que só tomou tal atitude após ter recebido algumas cotoveladas do adversário.

- Durante toda a minha carreira nunca me envolvi em nenhum tipo de confusão e, aliás, sou contra a violência. Mas nesse jogo os jogadores do Flamengo, não sei se acatando ordens ou por caráter próprio, jogaram sujo. Depois de tomar várias cotoveladas desleais, acabei me irritando e revidei ocasionando a perda do dente do Douglas. Acredito que revidando, acabei me nivelando por baixo, mas ninguém tem sangue de barata! De maneira alguma minha intenção foi machucá-lo como foi. Sempre fui tranquilo, jogo forte, mas nunca de forma desleal. Agora, vejo as pessoas me julgando por esse fato isolado. Agradeço a todos que estão me apoiando e peço desculpas às torcidas e minha equipe - afirmou Atílio.

Durante o segundo quarto da partida, os jogadores das duas equipes se envolveram em uma grande confusão. Atílio acertou um soco em Douglas Correa, que perdeu um dente e caiu desacordado em quadra. A partida foi interrompida.

Após o ocorrido, o flamenguista foi ao hospital para fazer exames e reimplantar o dente. Além disso, o jogador foi ao 14º Distrito Policial, no Leblon (Zona Sul do Rio de Janeiro) para prestar queixa contra o adversário e fazer um boletim de ocorrência. Atílio também prestou depoimento no local.

Por causa da confusão, o Flamengo divulgou uma nota oficial na noite da última quinta-feira se retirando da competição.

O pivô Atílio, do Macaé Basquete, se pronunciou sobre a confusão com jogadores do Flamengo durante a partida entre as duas equipes, pelo Campeonato Carioca de Basquete, na última quarta-feira, na Gávea. O jogador admitiu ter agredido o pivô Douglas Correa, da equipe adversária. No entanto, ele garante que só tomou tal atitude após ter recebido algumas cotoveladas do adversário.

- Durante toda a minha carreira nunca me envolvi em nenhum tipo de confusão e, aliás, sou contra a violência. Mas nesse jogo os jogadores do Flamengo, não sei se acatando ordens ou por caráter próprio, jogaram sujo. Depois de tomar várias cotoveladas desleais, acabei me irritando e revidei ocasionando a perda do dente do Douglas. Acredito que revidando, acabei me nivelando por baixo, mas ninguém tem sangue de barata! De maneira alguma minha intenção foi machucá-lo como foi. Sempre fui tranquilo, jogo forte, mas nunca de forma desleal. Agora, vejo as pessoas me julgando por esse fato isolado. Agradeço a todos que estão me apoiando e peço desculpas às torcidas e minha equipe - afirmou Atílio.

Durante o segundo quarto da partida, os jogadores das duas equipes se envolveram em uma grande confusão. Atílio acertou um soco em Douglas Correa, que perdeu um dente e caiu desacordado em quadra. A partida foi interrompida.

Após o ocorrido, o flamenguista foi ao hospital para fazer exames e reimplantar o dente. Além disso, o jogador foi ao 14º Distrito Policial, no Leblon (Zona Sul do Rio de Janeiro) para prestar queixa contra o adversário e fazer um boletim de ocorrência. Atílio também prestou depoimento no local.

Por causa da confusão, o Flamengo divulgou uma nota oficial na noite da última quinta-feira se retirando da competição.