icons.title signature.placeholder Carlos Alberto Vieira, Eduardo Mendes, Igor Siqueira e Leo Burlá
14/07/2014
12:32

A eleição de Lionel Messi como melhor jogador da Copa do Mundo, superando o alemão Thomas Müller e o holandês Arjen Robben, deixou assustado até mesmo o presidente da Fifa, Joseph Blatter.

- Você quer que eu seja político ou fale a verdade? - respondeu o dirigente, logo após receber a pergunta de um jornalista.

Mas Blatter, que é admirador declarado do craque argentino, não ficou em cima do muro.

- Eu mesmo fiquei surpreso quando vi Messi vindo para receber o prêmio de melhor da competição - revelou, em seguida dando uma contemporizada na declaração:

E MAIS
- Melhor da Copa, Messi fica fora da 'seleção das estatísticas'; Brasil tem dois

ACTIVO
- Alemanha 1×0 Argentina: O Milagre do Judas

- Mas se você comparar com o começo da competição, houve gols de Messi em diversas partidas. Ele foi decisivo.

A eleição de melhor desta Copa foi feito pelo centro de estudos técnicos da Fifa, e não pelos jornalistas, como nas edições anteriores. Mas a entidade admite que esse processo pode ser revisto.