icons.title signature.placeholder Bruno Quaresma e Bruno Rodrigues
18/12/2013
07:23

A prioridade da diretoria do São Paulo para 2014 é reforçar o ataque da equipe. E o desempenho na última edição do Campeonato Brasileiro comprova que isso é necessário. Desde que a competição passou a ter 38 rodadas, o ano de 2013 foi o que o Tricolor menos conseguiu balançar as redes dos times adversários.

Foram só 39 gols. O número é muito inferior ao da temporada de 2010, que registrava o pior desempenho ofensivo do time. Naquela oportunidade, foram 15 gols anotados a mais do que dessa vez.

Nenhum dos atuais jogadores do elenco convence 100% os cartolas. Luis Fabiano está em baixa, Aloísio é visto como esforçado, mas com pouca técnica. Ademilson ainda é jovem e os outros não devem continuar no clube. Osvaldo tem proposta do Metalist (UCR), interessa a outras equipes brasileiras e a diretoria quer negociá-lo. Welliton voltará para o Spartak (RUS) e Silvinho, que teve passagem apagada, também deve sair.

Ainda durante o fim do Campeonato Brasileiro, o Tricolor chegou a procurar o Vasco da Gama por Marlone, mas o atacante já estava acertado com o Cruzeiro. Rafael Sobis é outro que interessa, mas os altos valores inviabilizam o negócio.

Vargas é sonho de consumo desde o ano passado. O chileno está bem encaminhado para assinar com o Santos, que enviou representantes para a Itália, mas o Tricolor ainda tenta superar o rival com a ajuda de um investidor.

A presença de investidores para viabilizar algumas negociações mais caras tem sido algo comum no futebol. O São Paulo o faz com certa frequência, como quando teve auxílio da DIS para tirar Paulo Henrique Ganso do Santos, em 2012. O clube está longe de passar apuros financeiros, mas também não tem dinheiro sobrando para investimentos altos.

O atacante de melhor desempenho do São Paulo no Brasileirão foi Aloísio. O Boi Bandido marcou 11 gols, dez a menos que o artilheiro do campeonato, Ederson, do Atlético-PR. Luis Fabiano fez só seis.

DESEMPENHO NOS ÚLTIMOS BRASILEIROS:

2012
Ataque são-paulino marcou 59 gols. Só Luis Fabiano, que brigou com Fred pela artilharia da competição até o fim, balançou as redes 17 vezes.

2011
57 gols anotou o São Paulo no Campeonato Brasileiro de 2011. Lucas foi o goleador, com nove tentos, seguido por Dagoberto, que fez sua melhor temporada pelo clube e deixou oito no torneio nacional.

2010
Fernandão foi o artilheiro da equipe na campanha de 2010, com oito gols dos 54 do time. Dagoberto, que formou dupla com o centroavante em boa parte do ano, somou sete.

2009
Sob o comando de Washington, Tricolor foi às redes 57 vezes na edição de 2009. O ex-camisa 9 são-paulino foi o goleador na campanha, com 17 tentos, apenas dois a menos que Adriano e Diego Tardelli, artilheiros do torneio.

2008
Ano do tricampeonato nacional. Borges, hoje no Cruzeiro, fez 16 gols e teve a boa companhia do meia Hugo, que balançou 14 redes. Grupo marcou ao todo 66 gols no torneio.

2007
Apesar de campeão, São Paulo marcou “apenas” 55 vezes. Dagoberto foi o goleador com sete. Defesa foi o destaque, com somente 19 sofridos.

2006
66 gols fez o Tricolor no primeiro título de Muricy na segunda passagem. Lenilson e Rogério Ceni foram os goleadores, com oito cada um.