icons.title signature.placeholder Gabriel Carneiro
15/03/2014
08:04

Com média de 2,6 gols marcados por jogo e vindo de três goleadas seguidas no Campeonato Paulista, o Santos igualou os números de 2003 e 2004 e se tornou o elenco mais goleador do Peixe no século 21.

Sob o comando de Oswaldo de Oliveira, o time tem mostrado vocação ofensiva e quatro jogadores dividem a artilharia com cinco gols cada: Cícero, Gabriel, Geuvânio e Thiago Ribeiro. Principal contratação da temporada, o camisa 9 Leandro Damião tem um gol a menos, mas entrou em campo apenas oito vezes durante a temporada-2014.

– Pela dedicação demonstrada, vamos evoluir ainda mais. Quanto a marcar muitos gols, acho que é eventual e momentâneo, tem mais os pés e as cabeças dos jogadores que o meu dedo – afirmou, nesta sexta-feira, o técnico Oswaldo de Oliveira.

Em 2003 e 2004, o Peixe anotou os mesmos 34 gols, mas venceu menos jogos com Robinho e Ricardo Oliveira no primeiro ano, e Robinho e Robgol (Deivid) no segundo. Junto com o time de 2014, cuja linha de ataque é formada por Geuvânio, Thiago Ribeiro e Damião, as três equipes superam até os números de 2010, quando o Peixe encantou o país com seu “DNA ofensivo” e o trio Robinho, Neymar e André.

No século 21, o pior ano do ataque do Santos foi 2008, quando só 16 gols foram marcados em 13 jogos.

Batendo recordes ofensivos a cada rodada, o técnico do Santos não quer saber de crise se o time parar de balançar as redes rivais.

– Pode ser que nos próximos jogos não aconteça, mas não é o foco.